Celebridades

Gwyneth Paltrow é criticada por indicar jejum e dieta cetogênica contra Covid

Médico disse que métodos alternativos não são recomendados para tratar a doença

Gwyneth Paltrow em Los Angeles
Gwyneth Paltrow em Los Angeles - AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Martha Alves
São Paulo

A atriz vencedora de Oscar, Gwyneth Paltrow, 48, voltou a ser alvo de polêmicas ao afirmar que uma combinação de jejum e dieta cetogênica à base de plantas a ajudou a vencer os sintomas de Covid, segundo o jornal Dailly Mail.

Gwyneth revelou que procurou o conselho de um praticante de medicina alternativa, o Dr. Will Cole, que recomendou uma revisão da dieta. Cole lançou recentemente um novo livro sobre a dieta com jejum que a atriz endossa.

“'Eu tive Covid-19 no início e me deixou com um pouco de fadiga de cauda longa e névoa cerebral. Em janeiro, fiz alguns testes que mostraram níveis realmente altos de inflamação em meu corpo”, disse a atriz.

O professor Stephen Powis, diretor médico nacional do NHS (serviço público de saúde inglês), disse ao jornal que os métodos alternativos sugeridos pela atriz não são soluções recomendadas para tratar a Covid e lamentou que ela esteja sofrendo os efeitos da doença.

“Desejamos-lhe tudo de bom, mas algumas das soluções que ela está recomendando realmente não são as soluções que recomendaríamos no NHS”, disse o médico.

Desde o lançamento de Goop, seu site de estilo de vida em 2008, Gwyneth se tornou a rainha das polêmicas. Ela revelou uma vez que não gostava de alimentar seus filhos com carboidratos. Em 2015, a atriz chocou a internet ao falar da vaporização vaginal.

"Você se senta em algo que é, basicamente, uma privadinha. E sai um vapor com uma mistura da planta artemísia e de luz infravermelha, que limpa seu útero e tudo mais”, disse.

Em entrevista no último dia 16, a atriz falou sobre o vibrador de ponta dupla da sua empresa, que lembra um cone de sorvete, em cor clara. Ela expressou decepção por subestimar a demanda (o estoque do vibrador está esgotado). Afinal, a pandemia quer dizer que as pessoas passam muito tempo dentro de casa e sozinhas, e gerou um boom de brinquedos sexuais.

Antes disso, Gwyneth revelou que Sheryl Berkoff, 59, já a ensinou truques para fazer sexo oral. A atriz contou ao podcast de Rob Lowe, marido de Berkoff, que a achava "a garota mais legal de todos os tempos" quando ela a ensinou sobre o sexo, quando ainda era adolescente.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem