Celebridades

Ex-marido de Britney Spears é preso por uso ilegal de drogas e dirigir alcoolizado

Jason Alexander teve um casamento relâmpago com a cantora em 2004

Britney Spears - Instagram/britneyspears
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Jason Alexander, ex-marido de Britney Spears, foi preso no dia 26 de janeiro, em Nashville, acusado de uso ilegal de drogas, dirigir alcoolizado e posse de substâncias controladas. A informação foi divulgada pelo site US Weekly.

Segundo a publicação, ele foi preso e libertado no mesmo dia após pagar fiança de US$ 2.500 (R$ 13,4 mil). Alexander tem uma audiência marcada para o dia 30 de abril.

Em 2015, ele já tinha sido preso acusado de agredir uma mulher (que não teve o nome revelado) com quem namorava na época. De acordo com a US Weekly, Alexandre se declarou culpado e cumpriu 111 dias de pena em uma prisão em São Francisco. Em 2016, ele foi detido novamente por dirigir embriagado.

Amigos de infância, Alexander e Britney se casaram em 2004, em Las Vegas, mas se separaram 55 horas depois. Em agosto de 2020, ele virou notícia ao comparecer a um protesto do movimento #FreeBritney em Los Angeles. A ação é organizada por fãs da cantora como forma de mostrar apoio a ela na batalha judicial que trava para que seu pai deixe de ter a tutela sob a sua carreira.

Segundo a Insider, Alexander também participou da manifestação a favor de Donald Trump, no dia 6 de janeiro. Não está claro se ele fez parte do grupo que invadiu e vandalizou o Congresso americano na mesma data. Ele postou uma selfie no Facebook, em que aparece usando um gorro em homenagem ao ex-presidente americano. "DC. Milhões apareceram", escreveu na legenda.

Um homem que se diz primo de Alexander também postou no Twitter. “Eu estou processando o fato de que meu primo idiota (aquele que foi casado com Britney Spears por 55 horas) está no Capitol Hill. Eu realmente tenho vínculo com um terrorista doméstico."

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem