Celebridades

Britney Spears permanecerá sob tutela do pai até setembro de 2021

Acordo, que artista tenta encerrar, foi estendido

Britney Spears - Instagram/britneyspears
São Paulo

A cantora Britney Spears, 39, seguirá sob a tutela de seu pai, Jamie, por pelo menos até o dia 3 de Setembro de 2021. De acordo com o ET, o acordo foi estendido, já que o anterior acabaria em fevereiro do próximo ano.

Uma audiência online na última quarta-feira (16) sacramentou a decisão. Os pais da artista e seu advogado participaram da audiência que visava revisar a forma como Jamie lidou com as posses de Britney em 2019.

Britney Spears fracassou algumas vezes na tentativa de remover seu pai do controle de seus negócios e assuntos pessoais depois que um tribunal de Los Angeles não fez mudanças imediatas em sua tutela de 12 anos indicada pela Justiça.

A cantora pediu que sua gerente substituísse permanentemente seu pai Jamie como tutor. Mas uma audiência a portas fechadas havia estendido os arranjos atuais até fevereiro de 2021, de acordo com um documento judicial postado por fãs. A Reuters não conseguiu verificar a autenticidade do documento.

Jamie Spears foi nomeado tutor em 2008, depois que a estrela pop foi hospitalizada para tratamento psiquiátrico. A gerente de cuidados da cantora, Jodi Montgomery, assumiu a função temporária no final do ano passado, quando Jamie Spears sofreu um problema de saúde.

Em novembro, a juíza de Los Angeles que supervisiona o caso de tutela sobre a carreira e vida pessoal de Britney Spears recusou a petição que solicitava que o pai da cantora fosse removido como curador de seu patrimônio, a despeito de o advogado de Spears ter afirmado que ela não podia trabalhar enquanto ele estivesse no controle.

“Minha cliente me informou que tem medo de seu pai”, disse Samuel Ingham 3º, o advogado indicado pelo tribunal para representar Spears, à juíza, de acordo com a agência de notícias Associated Press. “Ela não voltará a se apresentar ao vivo se o pai dela estiver no controle de sua carreira”. “Estamos em uma verdadeira encruzilhada”, acrescentou Ingham.

Por mais de uma década, a cantora aceitou silenciosamente o sistema. A tutela controla suas finanças e certos aspectos de sua vida cotidiana –como tratamentos de saúde mental e para onde e sob que condições ela está autorizada a viajar.

Britney Spears, que não lança um disco desde 2016 e desacelerou consideravelmente sua carreira, ante o pico atingido no começo da década de 2000, anunciou um “hiato de trabalho por período indefinido”, em janeiro de 2019, quando citou problemas de saúde de seu pai, que sofreu uma ruptura de cólon, como motivo.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem