Celebridades

Mayra Cardi recebe diagnóstico de Covid e diz que está com dor de cabeça e falta de ar

Influenciadora afirmou estar preocupada por ter bronquite: 'Estou ruim', afirma

Mayra Cardi - Instagram/mayracardi
São Paulo

A influenciadora e coach Mayra Cardi, 37, disse que recebeu diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Em vídeo publicado nas redes sociais, ela contou que resolveu fazer o exame em uma farmácia após voltar da viagem de fim de ano.

Ela afirmou ter ficada preocupada por ter bronquite asmática, o que é considerado um fator de risco para a doença. Mayra Cardi disse também que após o resultado positivo começou a sentir uma dor de cabeça muito forte, dor no corpo e no olho, além de tosse e "muita falta de ar". "Resumindo, estou ruim, e sou do grupo de risco."

"Eu não estava sentindo nada. Não tinha dor de cabeça, não tinha enjoo, não tinha dor no olho, não perdi paladar. Eu estava ótima, feliz e saltitante [..]. Cheguei, fui direto para a farmácia, fiz o exame. Eu não sei agora se a minha mente estava me segurando, porque eu estava bem e eu que estava segurando tudo isso, porque eu estava tão conectada comigo mesma, com a minha felicidade. Ou se quando eu fiquei sabendo, eu me permiti [sentir]", contou.

"Assim que o resultado saiu, tudo apareceu. Uma dor no olho que ele falta sair para fora, uma dor de cabeça que parece que vou morrer, nunca senti uma dor de cabeça tão assim...latente. Dor na lombar e nas pernas..tosse. Resumindo, estou ruim, e sou do grupo de risco", completou.

No vídeo, ela relembrou que logo após nascer teve uma meningite e chegou a ser desenganada pelos médicos. A influenciadora afirmou também que teve muitas crises de bronquites na infância e outros problemas de saúde já adulta e, por isso, decidiu mudar e ter uma alimentação saudável.

EXAUSTÃO

No começo do vídeo, Mayra Cardi contou que teve uma estafa emocional no final de 2020 e, por isso, decidiu viajar para um lugar afastado no Réveillon para poder descansar e se reconectar.

"Eu prejudiquei a minha saúde emocional e quando eu detectei, que foi através de uma amiga, ela me sinalizou: 'Mayra, você está parecendo que tem sinais de síndrome do burnout. Já ouviu falar?' Essa quantidade de mensagens, WhatsApp, isso não te sufoca?' Você não sai da sua casa para nada, tem três anos que você fica dentro do seu casulo [...] Enfim, fui a fundo e, sim, está aí um resultado de uma burnout mummy", revelou. A síndrome de esgotamento está ligada à sobrecarga da maternidade.

Como forma de se tratar, ela contou que deixou a filha Sophia com o pai, Arthur Aguiar, e foi se isolar no Ano-Novo. "Eu acabei me afastando para um lugar no meio do nada para passar a minha virada, deixei ela com o pai dela, para eu me me reconectar comigo mesma e ser uma pessoa melhor para mim. Eu estava sendo uma ótima pessoa para os outros, mas não para mim".

Na volta, como precaução, ela disse que decidiu fazer o exame para a detecção da Covid, que deu resultado positivo.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem