Celebridades

Homem é preso após ser encontrado no sofá de mansão de Gisele Bündchen

A propriedade, que está à venda, é avaliada em US$ 33,9 milhões

Gisele Bündchen e Tom Brady
Gisele Bündchen e Tom Brady no Valentine's Day - @gisele no Instagram
São Paulo

A polícia prendeu um homem nesta segunda-feira (7) que invadiu a mansão da modelo Gisele Bündchen e de seu marido, o jogador de futebol americano Tom Brady. A informação é a da agência AP.

O invasor curtiu tanto a mansão que chegou a ficar sentado confortavelmente no sofá da residência. A polícia da cidade de Brookline, próxima a Boston, foi chamada por seguranças que ouviram o alarme da casa ser disparado. Eles viram o intruso pelas câmeras de segurança.

Assim que chegaram ao local, os policiais viram Zanini Cineus, 34, deitado em um sofá no porão. A casa estava vazia na ocasião. Brady e sua família se mudaram para a Flórida depois que ele assinou com o time Tampa Bay Buccaneers, e o local está à venda.

A propriedade está avaliada em US$ 33,9 milhões (cerca de R$ 157 milhões). Cineus se declarou inocente de invasão e arrombamento no Tribunal Distrital de Brookline, de acordo com os promotores. Ele foi detido enquanto aguarda uma avaliação.

O mesmo homem já foi acusado, no ano passado, de roubar uma camisa autografada por Brady avaliada em cerca de US$ 10 mil (mais de R$ 50 mil). Na época, ele foi obrigado a ficar longe do Gillette Stadium, local onde fica o objeto.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem