Celebridades

Eduardo Galvão, 58, morre vítima da Covid-19 em hospital no Rio

Em uma carreira de três décadas, o ator fez novelas, séries, programas de TV, cinema e teatro

Eduardo Galvão - Estevam Avellar/Globo
São Paulo

O ator Eduardo Galvão, 58, morreu na noite desta segunda-feira (7) vítima da Covid-19. Ele estava internado no Hospital Unimed, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, e não resistiu a complicações causadas pela doença. Diversos amigos do meio artístico ficaram consternados com a notícia.

Ao G1, seu amigo próximo Stepan Nercessian disse que o ator chegou ao hospital com 50% do pulmão comprometido. Os médicos fizeram o possível para que ele não precisasse ser intubado.

Na última mensagem de áudio enviada ao amigo, Galvão o alertou sobre a doença: "Muito ruim isso, cara. Se liga aí, Stepan. Sai de casa não, cara. Fica ligado aí. E o medo que dá, cara. Tu não sabe se vem coisa pior. Se vai melhorar, se não vai".

Em uma carreira de três décadas, Galvão fez novelas, séries, programas de TV, cinema e teatro. A última participação na Globo foi na novela "Bom Sucesso", de 2019. Ele era formado pela CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), no Rio, onde desde jovem ficou conhecido pelo jeito divertido.

Galvão estreou na televisão como o Régis de "O Salvador da Pátria" (1989), na Globo. Na emissora, participou de novelas como "Araponga" (1990), "A Viagem (1994), "Porto dos Milagres" (2001), "O Beijo do Vampiro" (2002), "Paraíso Tropical" (2007) e "Insensato Coração" (2011).

Na série "Um Menino Muito Maluquinho", da TV Brasil, foi o pai do personagem principal.

A Record, onde Galvão interpretou o personagem Alan da novela "Apocalipse", em 2017, divulgou uma nota lamentando a morte do ator. "Expressamos nossas condolências aos familiares, amigos e admiradores do talento deste profissional que ajudou a escrever a história da televisão brasileira", diz a emissora no texto.

Em 1996, o ator interpretou Arthur, o dono da agência Caça Talentos no seriado de mesmo nome. Ele e a Fada Bela, personagem de Angélica, viviam uma paixão platônica.

Na madrugada desta terça (8), a apresentadora despediu-se do antigo companheiro de cena.

"Precisamos tanto da sua leveza, alegria, liberdade e carinho nesse mundo!", disse Angélica. "Era sempre tão bom te encontrar, você foi um presente lindo que a Fada Bela me deu".

Vários outros artistas lamentaram a morte de Galvão nas redes sociais.

"Desarvorada. Emudecida. Sem chão", escreveu a roteirista e comediante Dadá Coelho. "Que tristeza, que lástima! Jovem, saudável... E nos deixou", lamentou o youtuber Felipe Neto. "Estou chocada com a sua partida", afirmou a atriz Leona Cavalli.

O diretor Boninho, da Globo, definiu Galvão como "uma doce e divertida pessoa", além de um ator talentoso e divertido.

"Para muitos é só uma gripe, para quem perde parceiros é uma peste grave. Eu sigo com medo e com todos os cuidados. Covid mata sim", escreveu no Instagram.

MARIETA SEVERO E NICETTE BRUNO TAMBÉM ESTÃO INTERNADAS

Muitos artistas já divulgaram que foram infectados com o coronavírus, e alguns deles permancem internados, como Marieta Severo, 74. Ela recebeu o diagnóstico de Covid no dia 25 de novembro e está internada no Hospital Copa Star, em Copacabana, no Rio de Janeiro, com pneumonia por "causa da idade e de todos os riscos dessa doença".

"Ela já estava com Covid e desenvolveu uma pneumonia", disse a assessoria de imprensa da atriz. "Por precaução e segurança, já que está no grupo de risco, ela está internada."

Ainda segundo a assessoria, não há previsão de alta e a atriz não precisa de auxílio de equipamentos de ventilação para respirar.

Marieta Severo começou a sentir sintomas, como febre e dor de cabeça, no dia 24 de novembro durante as gravações da novela "Um Lugar Ao Sol", da TV Globo. No dia seguinte, ela fez o teste para diagnosticar a doença, que deu positivo, e estava reclusa em casa até ser internada.

Já a atriz Nicette Bruno, 87, teve que passar por uma sessão de hemodiálise devido à piora da função renal, segundo boletim médico da Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro. A artista recebeu diagnóstico positivo para o novo coronavírus e está internada no hospital desde domingo passado (29).

Ainda segundo a nota do hospital, a atriz apresentou discreta melhora na parte respiratória, mas seu estado de saúde continua grave. Ela permanece sedada e dependente de ventilação mecânica, e sob cuidados intensivos.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem