Celebridades

Nova 007 é escolhida estrela em ascensão em premiação de Homens do Ano

Além de Lashana Lynch, foram homenageados nomes como Lewis Hamilton

A atriz Lashana Lynch em retrato feito em Los Angeles
A atriz Lashana Lynch em retrato feito em Los Angeles - Kyle Grillot-22.fev.2019/Reuters
Gareth Jones
Londres
Reuters

O capitão britânico de 100 anos Tom Moore, um herói da caridade, e o campeão de Fórmula 1 Lewis Hamilton estão entre os Homens do Ano da edição britânica da revista masculina GQ. A revista de moda e estilo também homenageou o jogador de futebol e ativista Marcus Rashford e a atriz Lashana Lynch, entre outros.

O cantor, compositor e personalidade de televisão veterano Ozzy Osbourne, por exemplo, recebeu um prêmio pelo conjunto da obra. A cerimônia virtual foi transmitida no canal de YouTube da GQ e apresentada pelo comediante Jack Whitehall.

Moore, um veterano da Segunda Guerra Mundial, venceu na categoria “Inspiração” depois de arrecadar 32 milhões de libras (mais de R$ 227 milhões) para o serviço de saúde do Reino Unido e para instituições de caridade no auge da pandemia de coronavírus dando voltas em seu jardim.

Depois do feito, Moore foi transformado em cavaleiro pela rainha Elizabeth, emplacou uma canção no topo das paradas, escreveu um livro e assinou um contrato de uma cinebiografia de sua vida. No mês passado, ele lançou uma série de podcasts sobre o isolamento dos idosos.

Hamilton, de 35 anos, o piloto de F1 mais bem-sucedido da história e o único negro da modalidade, recebeu o prêmio “Desbravador”. Ele usa sua posição para pleitear a igualdade racial, a diversidade e a sustentabilidade ambiental.

Lynch, de “Capitã Marvel” e já anunciada como a próxima 007, foi escolhida como atriz em ascensão e o ator irlandês Mescal, que estreou “Normal People”, recebeu o prêmio equivalente na categoria masculina. O ator britânico-nigeriano John Boyega levou o prêmio “Ícone” da GQ.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem