Celebridades

Deborah Secco diz que transava dez vezes por dia com marido antes de ter filha

Atriz diz que quantidade diminuiu após nascimento de Maria Flor

A atriz Deborah Secco, a filha, Maria Flor, e o marido, Hugo Moura
A atriz Deborah Secco, a filha, Maria Flor, e o marido, Hugo Moura - Instagram de Deborah Secco/Reprodução
São Paulo

A atriz Deborah Secco, 40, fez revelações picantes no canal do YouTube de Sabrina Sato. De acordo com ela, a vida sexual com o hoje marido, Hugo Moura, 30, sempre foi movimentada. A atriz revela que os dois transavam cerca de dez vezes ao dia.

Hoje, ambos têm Maria Flor, 4. Porém, até ela nascer a frequência era alta. “Eu engravidei com dois meses de namoro, então a gente transava dez vezes ao dia, quando transava médio. A gente estava naquele momento em que só transava. Depois, a gente começou a conversar, transar e cozinhar, transar e ver um filme, mas antes era só transar”, contou.

Durante a gravidez ela também fazia sexo, mas revelou que não tanto quanto antes por precaução. “Mas no fim da gravidez, deu uma animada master”, disse. Apesar de ter ocorrido uma diminuição, Secco contou que ainda desejava ter o marido por perto. “Eu, no elevador, saindo para trabalhar, penso: ‘que delícia, como queria’.”

Porém, a atriz teve de ir ao Twitter para rebater alguns comentários negativos com relação a repercussão do que disse. Algumas pessoas acharam um absurdo ela falar que fazia sexo na gravidez.

Em publicação na rede social, deu um puxão de orelha. “2020 e as pessoas continuam achando um absurdo falar de sexo. Nasceram da fotossíntese dos pais, né?”, postou.

Ainda no canal de Sabrina, Deborah confessou que costuma ser alvo de polêmicas por sua sinceridade. “Pago um preço alto, quando você se posiciona as pessoas tiram as responsabilidades delas e não olham com carinho as imperfeições do outro”, afirmou.

Acostumada com uma agenda lotada, a atriz revelou que no começo da pandemia viu a oportunidade de ter mais tempo para ficar com a filha. “Maria Flor é muito sensível, sente a minha falta e fala. Isso me destrói”, lamentou.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem