Celebridades

Advogado de viúva de Gugu diz que Aparecida Liberato prefere atacar pessoas aos fatos

Rose Miriam chegou a protocolar petição para defender honra das filhas após ataques

Gugu e sua irmã, Aparecida Liberato
Gugu e sua irmã, Aparecida Liberato - Reprodução
São Paulo

Após Aparecida Liberato, irmã de Gugu, registrar uma petição em que acusa Rose Miriam di Matteo de manipular as filhas para que buscassem novos advogados na disputa da herança, o advogado da viúva, Nelson Wilians, afirmou que Aparecida "prefere atacar pessoas e não os fatos, numa tentativa de desviar a atenção do que importa: prestar contas”.

Rose Miriam chegou a protocolar uma petição para defender a honra de suas filhas gêmeas, Marina e Sofia, após os ataques de Aparecida, segundo o site Notícias da TV. A mãe dos filhos de Gugu teria afirmado no documento que a ex-cunhada, que administra o espólio, tem promovido "uma baixaria na Justiça" ao usar termos agressivos e citar episódios íntimos, que atingem diretamente suas filhas.

Ainda segundo o site, o advogado de Rose cita no documento nove tópicos que expressam a indignação de sua cliente, dentre eles "a falta de respeito e responsabilidade ao trazer aos autos fatos e documentos que não dizem respeito ao objeto desta demanda, expondo desnecessariamente e cruelmente as filhas e herdeiras do falecido Gugu".

Procurado pela reportagem, Nelson Wilians disse, por meio de sua assessoria, que o processo corre em segredo de justiça, e apenas a Justiça deveria ter acesso a ele. "O que temos a dizer está nos autos, o que buscamos é a justiça”, afirma.

No documento, Rose diz que é lamentável que "a inventariante tenha que se valer de atitudes tão baixas, agora proferidas contra as próprias sobrinhas, que até a segunda página eram queridas e amadas, mas que a partir do momento que constituíram novo patrono nos autos deixaram de ser".

O documento afirma que falta sensibilidade, humanidade e compaixão na atitude, e que Aparecida está "transformando o presente inventário em um verdadeiro campo de batalha, tendo declarado guerra contra Rose e, agora, contra as próprias filhas do falecido Gugu."

DISPUTA FAMILIAR

Rose Miriam, que não era casada oficialmente com Gugu, mas vivia com ele e a mãe de seus três filhos, foi à Justiça após a morte do apresentador para que fosse reconhecida a união estável dos dois e, assim, ter direito à herança dele, que foi partilhada apenas entre os filhos e sobrinhos de Gugu.

Metade dos bens do apresentador foram transmitidos obrigatoriamente a João, Sofia, 15, e Marina, 15. Já a segunda metade, o apresentador dividiu, deixando 75% para os três e 25% para cinco sobrinhos.

A disputa judicial deu origem a uma série de desavenças entre Rose e a família de Gugu. A mãe do apresentador, Maria do Céu, chegou a dizer que os Rose e Gugu nunca tiveram nada, mas que o apresentador dava a Rose tudo que ela queria. Ela também chegou a dizer que Rose estava destruindo a família com a disputa.

Enquanto os advogados de Rose Miriam apresentam fotos e documentos que comprovariam a união do casal, os representantes de Gugu também apresentam documentos e declarações que provariam o contrário.

De acordo com o advogado de Rose, ela e o apresentador tinham uma conta conjunta nos Estados Unidos e isso seria mais um fator que comprovaria a união estável pedida por ela. Rose pede na Justiça o direito a 50% da herança de Gugu Liberato. O caso segue em segredo.

Em março, uma psicóloga atestou que Rose estava sob tratamento com remédios que tinham como efeito colateral “perda significativa de memória” quando abriu mão da herança, em um primeiro momento. Segundo Vera Lúcia Gonçalves, ela apresentava quadro “delirante paranoico” e “não conseguiria juntar as ideias em decorrência de enorme estresse”.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem