Celebridades

Babu se diz emocionado com carinho que recebeu e declara torcida por Thelma

Ator afirma ter se aproximado dos homens da casa por se sentir livre perto deles

BBB 20 - Babu Santana
Babu se emociona após eliminação do BBB - Victor Pollak/TVGlobo
São Paulo

Após ser eliminado na noite deste sábado (25) com 57,15% dos votos, Babu avaliou como positiva sua passagem pelo BBB. "Estou muito feliz de saber que a mensagem que levei para lá chegou a tantos lugares, a ídolos meus, a amigos", disse o ator. "Quando vi todo mundo mobilizado aqui fora, a tristeza de não ter ganhado R$ 1,5 milhão foi recompensada. A alegria de todo esse feedback que estou tendo é muito mais valiosa. O prêmio seria pouco perto da emoção que estou sentindo, por isso me sinto muito vitorioso", continuou.

Ao refletir sobre possíveis erros que tenha cometido na casa, Babu diz que em relação a posicionamento não faltou ajustar nada. Ele, porém, ressaltou, em entrevista à Rede Globo, que o jogo poderia ter sido diferente se tivesse vencido mais provas, como o quiz que garantia uma vaga direito na final. "Acho que as meninas tiveram mais torcida. O jogo é de quem tem maior torcida, não de quem está certo ou errado, é alto ou baixo, loiro, magro. A minha torcida me emocionou demais", contou o ator que recebeu um grafite em sua homenagem no morro do Vidigal, no Rio de Janeiro.

O ator também falou sobre a "comunidade hippie" —do qual faziam parte Pyong, Marcela, Gizelly, Manu, Rafa, Thelma e, posteriormente, Ivy e Daniel. Para ele, não fazia sentido se juntar a um grupo que votava em outras pessoas baseando-se em comportamentos que nem todos entendiam. "Comecei a perceber um movimento segregatório que dizia que tinha que ser 'assim e assado' para ser aceito e estar no grupo. Era um lugar de conforto se juntar com dez pessoas e votar nos demais. Mas eu sempre saquei que o público não curtia muito e acho que isso me sustentou até a reta final", pontuou o artista.

Babu disse ter ficado mais próximo dos homens da casa, não por compactuar com todas as ideias deles, mas, sim, por afinidade, por se sentir a vontade para falar de esportes e trocar experiências, em especial com os mais jovens. Para o ex-BBB, ao contrário do cerceamento que sentia ao lado da comunidade hippie, com os meninos se via livre para agir como achasse melhor. "A gente brigava e fazia as pazes. Acho que isso foi um sentimento verdadeiro e um lugar onde a gente sabia aceitar críticas", relembrou.

Para finalizar, o ator falou de sua relação com Thelma Assis. "Não deixava de votar na Thelma por ser ela. É muito maior do que ela e eu. Uma das minhas metas foi cumprida: uma pessoa black está na final do BBB", disse Babu. "Quando a gente dá atenção, não tem que esperar de volta. Isso é interesse. Se alguém julga que ela não me deu de volta o carinho atribuído, isso já é uma pergunta a ser feita para ela", falou, para em seguida declarar sua torcida à médica.

"O BBB tem que ser vencido esse ano por um black, não por Babu ou Thelminha. Se foi a Thelminha que ficou representando, é ela a minha representante, é para ela o meu apoio", concluiu Babu. A final do reality será exibida na próxima segunda-feira (27), a partir das 22h39, na Globo.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem