Celebridades

Tom Hanks recebe alta após quarentena por coronavírus

Ator e esposa deixaram hospital na Austrália na noite desta segunda (16)

Tom Hanks e a esposa Rita Wilson - Valere Macon/AFP
Gold Coast (Austrália)

O ator Tom Hanks, 63, e sua esposa Rita Wilson, 63, receberam alta de um hospital na Austrália, onde estavam isolados desde que anunciaram que estavam infectados com o coronavírus na semana passada, segundo informaram fontes de saúde na noite desta segunda-feira (16).

O ator vencedor do Oscar estava na Austrália para filmar uma biografia sobre Elvis Presley, dirigida pelo australiano Baz Luhrmann, quando ele e sua esposa contraíram a doença.

Wilson, que também é cantora e compositor, havia se apresentado em Sydney e Brisbane antes de dar positivo para a Covid-19, e as autoridades australianas rastrearam as pessoas que entraram em contato com o casal para identificar outros possíveis infectados.

Até o momento, a Austrália confirmou quase 400 casos de coronavírus e cinco vítimas fatais.

O casal postou uma mensagem numa rede social em agradecimento ao pessoal de saúde australiano pelos cuidados recebidos e pedindo aos fãs que sigam as recomendações dos especialistas para evitar a doença.

OUTROS FAMOSOS COM CORONAVÍRUS

Além de Hanks, no Brasil, Di Ferrero afirmou em suas redes sociais que foi diagnosticado com o coronavírus, mas disse estar bem: "Estou me cuidando, vou ficar mais alguns dias isolado", disse. Já Gabriela Pugliesi está descansando em casa, após ter contraído a doença, provavelmente no casamento da irmã.

Outros famosos que estiveram no casamento de Marcela Minelli também já confirmaram que estão com a doença, como a cantora Preta Gil, que foi uma das atração da festa, e a influenciadora Shantal Verdelho e seu filho, Filippo, de apenas um ano. Os três, no entanto, passam bem.

O teste para o covid-19 também deu positivo para a atriz Fernanda Paes Leme. Eça confirmou o resultado em suas redes sociais e afirmou que já estava em isolamento em sua casa por conta dos sintomas. Ela disse que se sente forte e disposta, e pediu responsabilidade e consciência às pessoas.

Outro caso é o da irmã do ator Matthew Broderick, 57. Janet Broderick, 64, foi internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital de Beverly Hills, na Califórnia, ao ser diagnosticada com o novo coronavírus. Ela, que é reverenda em uma igreja episcopal, teria contraído a doença em um evento religioso. ​

Já na política, o secretário de comunicação do governo Jair Bolsonaro, Fábio Wajngarten também foi diagnosticado com Covid-19, após viagem da comitiva brasileira para os Estados Unidos. Com isso, o presidente e ministros serão monitorados.

AFP
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem