Celebridades

Renato Aragão dança funk, faz piadas e posta 'look do dia' nas redes sociais

Humorista de 85 anos diz que seus pés de goiaba são sua grande paixão

Renato Aragão faz uma selfie

Renato Aragão faz uma selfie Instagram/renatoaragao

Rio de Janeiro

Renato Aragão entrou definitivamente para o time dos blogueirinhos. Aos 85 anos e com 3,3 milhões de seguidores no Instagram até a conclusão desta reportagem, ele resolveu interagir com o público através de postagens que incluem desde vídeos com piadas criadas por ele até ensaios fotográficos com o "look do dia".

Tem até dancinhas de hits do momento, como "Bate Palma", uma parceria dos funkeiros Jottapê e Lexa, que diz: "Bate palma que ela é esnobe / E bato com o bumbum no chão / Ela sabe que é gostosa / E bato com o bumbum no chão / É do tipo que incomoda / E bato com o bumbum no chão / O que ela tem de marra, ela tem de rabetão". ​

O humorista, que estourou na TV em 1970 ao liderar o grupo "Os Trapalhões", quando ainda nem se pensava em internet, tem conta no Instagram desde 2012, mas foi somente de um ano para cá que ele resolveu administrá-la de maneira profissional. Ele tem ajuda uma produtora de moda e de uma editora –a mesma equipe que cuida da vida digital da filha caçula, Lívian, 20, e da esposa, Lilian, 52.

"Começaram a surgir umas fake news de que eu estava morto ou no hospital. Até eu conseguir falar com um jornal e sair a reportagem, muita gente já tinha acreditado. Agora, com o Instagram, estou vivo todos os dias [risos]”, conta Aragão.

Apesar de ter quem cuide de seu perfil na rede social, o ator faz questão de aprovar todos os conteúdos postados. As reuniões da família Aragão com a equipe de comunicação são diárias. "A internet deixa a gente vivo, né. A gente fica olhando o que está acontecendo, acompanhando notícias para ver o que vamos postar no outro dia", afirma Lilian.

A faixa etária dos seguidores de Renato Aragão, diz Lilian, é ampla: vai dos 8 aos 80 anos. "Tem um pessoal que acompanhava ‘Os Trapalhões’. Estes são aficionados. Agora entrou uma turma que não assistia. Juntou tudo. Não sei como fazer para agradar e agradecer o carinho deles. Fico sensibilizado", afirma Aragão.

O ator deu vida ao personagem principal do quarteto humorístico, Didi, por mais de 20 anos. Ao lado dele estavam Manfrued Sant’Anna (Dedé Santana), Antônio Carlos Bernardes Gomes (Mussum), morto em 29 de julho de 1994, e Mauro Faccio Gonçalves (Zacarias), que morreu em 18 de março de 1990.

Mesmo com o fim do quarteto, outros programas foram lançados com Didi e Dedé, a exemplo de um revival que a Globo produziu em parceria com o Canal Viva em 2017, além dos sobrinhos dos quatro trapalhões originais, interpretados por Bruno Gissoni (Dedeco), Gui Santana (Zaca), Lucas Veloso (Didico) e Mumuzinho (Mussa).

Embora tenha muita gente acompanhando o conteúdo digital de Renato Aragão, o novo instagrammer do pedaço segue apenas 96 perfis na rede social até o momento —entre os conhecidos do público estão a cantora Anitta e o papa Francisco. A esposa afirma que a prioridade de Aragão é a família.

 

"Não colocamos tanta gente para ele seguir para não congestionar o feed e, porque ele quer ver logo as postagens de Lívian e as minhas. Deixamos o mais restrito possível, para ele ficar atualizado com a família e com os amigos", diz Lilian.

Renato Aragão diz ainda ser muito verdadeiro com os seus seguidores. "Você tem que falar a verdade. Não dá para postar coisas de que as pessoas desconfiem que seja mentira. Tem que ser sincero, aberto e receptivo. Conto minhas piadas, danço, me divirto. É muito bom."

Com um filme a ser lançado em breve, sobre o qual ele evita dar detalhes, Aragão diz que não fez uma conta no Instagram para ganhar dinheiro —em seu perfil, o artista faz publicações para algumas marcas. “Mas, se a gente quiser, ganha sim."

Lilian afirma que diversas marcas procuram Aragão para firmarem parcerias. A próxima, diz ela, será com uma grande empresa, interessada em criar uma horta sustentável com o ator. A partir deste projeto, o público poderá conhecer um pouco mais sobre uma grande paixão do humorista: seus pés de goiaba importados da Tailândia.

Ao receber a reportagem em sua mansão, localizada na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, Renato Aragão fez questão de mostrar a sua horta, que tem não apenas as goiabeiras –cujas as mudas ele comprou pela internet–, como pés de banana-maçã, romã, caju, seriguelas e de manga.

"Esse pé deu tanta manga... Esta é a última”, disse o humorista à reportagem, ao apontar para um fruto grande e rosado em meio a uma multidão de folhas verdes. "Já estamos sem lugar para plantar. No sítio que temos, onde vamos fazer a nova horta, o espaço é maior. Vamos passar mais tempo por lá." 

 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem