Celebridades

No México, Harrison Ford defende imigrantes e diz que EUA precisa recuperar credibilidade

Ator pediu uma reforma abrangente da imigração em seu país

Harrison Ford
Harrison Ford - Pedro Pardo/AFP
São Paulo

Em viagem ao México para promover o filme "O Chamado da Floresta", o ator americano Harrison Ford, 77, disse nesta quarta-feira (5) que seu país está atualmente enfrentando uma perda de "liderança moral" em termos de políticas de imigração e ambientais. 

"Nós, americanos, perdemos alguma credibilidade no mundo e agora estamos ansiosos para recuperá-la", disse Ford em uma entrevista coletiva na Cidade do México, onde apresentou o filme baseado no romance clássico de Jack London.

O ator icônico, lembrado por seus papéis principais nas sagas "Guerra nas Estrelas" e "Indiana Jones", pediu uma reforma abrangente da imigração e demonstrou ser favorável aos Estados Unidos abrirem as portas aos imigrantes. 

"Temos que convidar pessoas para o país, essa é a história dos Estados Unidos, e é disso que dependemos, da imigração", disse Ford.

O presidente Donald Trump retomou na terça-feira (4) o tema da construção do "poderoso muro" contra a imigração que entra no território mexicano, uma das principais promessas de sua campanha eleitoral, durante seu discurso anual sobre o estado da União. 

O ator do lendário filme "Blade Runner" também destacou a luta que os americanos empreendem em relação à questão ambiental, após a decisão do presidente Trump de retirar o país do Acordo de Paris. 

"Apesar da falta de compromisso do governo dos Estados Unidos, estão sendo feitos esforços", lembrou.

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem