Celebridades

Justin Bieber revela quase morte por drogas e rotina de seguranças para checar sua pulsação

Revelações são feitas em documentário do artista no YouTube

O cantor Justin Bieber no lançamento de "Seasons" - REUTERS
São Paulo

Por muito pouco o cantor Justin Bieber, 25, não morreu. E essa é uma revelação feita por ele mesmo em documentário que conta a sua trajetória: “Justin Bieber: Seasons”, lançada no final de janeiro no YouTube.

Em trecho da série, ele revela que quase morreu pelo uso exagerado de drogas de todos os tipos. “Houve um tempo em que eu estava bebendo, eu estava tomando pílulas, eu estava usando MDMA, cogumelos, tudo”, revelou Bieber.

Em outro trecho, conta sobre a rotina das madrugadas por parte de sua equipe. “As pessoas não sabem o quanto isso ficou sério. Decidi parar porque eu estava morrendo. Meus seguranças e a equipe ficavam indo no meu quarto de noite para checar meu pulso.”

“Seasons”, a série do cantor canadense, vem em um momento propício. Há cinco anos, ele lançou seu último álbum de inéditas, “Purpose”, uma evolução do pop soul açucarado que marcou o anos de estrelato adolescente de Bieber.

No meio tempo, o cantor viveu um relacionamento conturbado com Selena Gomez, passou a frequentar a igreja e se casou com Hailey Baldwin. Todos esses acontecimentos são temas periféricos nos episódios da série, que foca a volta de Bieber ao trabalho, recheado de cenas em estúdio.

No início de dezembro do ano passado, Justin ​Bieber anunciou que em 2020 lançaria seu primeiro álbum em quatro anos e embarcaria em uma turnê norte-americana. “Yummy”, a primeira música de divulgação do disco ainda sem título, já pode ser ouvida nas plataformas

A música, aliás, foi dançada pela cantora Ludmilla e Bieber repercutiu.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem