Celebridades

Ex-BBB e cirurgião Marcos Harter é investigado por atuar em estado onde não tem registro

Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso abriu sindicância; ele fez piada

O médico cirurgião Marcos Harter anuncia colocação de silicone em Santa Catarina
O médico cirurgião Marcos Harter anuncia colocação de silicone em Santa Catarina - Reprodução/@drmarcosharter
São Paulo

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso abriu uma sindicância contra o cirurgião plástico e ex-BBB Marcos Harter por ele oferecer cirurgias de colocação de silicone para pacientes de Santa Catarina, onde ele não tem registro para trabalhar. 

Harter, em suas redes sociais, tem publicado algumas semanas sobre uma oferta de colocação de silicone para quem esteja em Santa Catarina. Ele cobra o valor de R$ 6.950.

Porém, de acordo com o documento do CRM-MT, “é vedado ao médico a prática de concorrência desleal; o exercício mercantilista da medicina; permitir que sua participação na divulgação de assuntos médicos, em qualquer veículo de comunicação de massa, deixe de ter caráter exclusivamente de esclarecimento e educação da sociedade, e a divulgação de assunto médicos de forma sensacionalista, promocional ou de conteúdo inverídico”.

O Conselho esclarece também que já instaurou procedimentos administrativos (sindicâncias) e, inclusive, está em andamento um processos ético profissional para apurar os eventuais desvios de conduta do médico Marcos de Oliveira Harter.

Além disso, diz ter emitido notificação para o Conselho de SC para que este acompanhe as ações do cirurgião em terras catarinenses. Ele só tem registro para trabalhar em Mato Grosso e deverá responder por isso.

Quando um profissional médico infringe uma regra ou um artigo do código de ética precisa responder e pode sofrer penalidades, que vão desde uma advertência privada (só para conhecimento dele) quanto públicas até uma cassação do registro médico.

Pelas redes sociais, Marcos Harter avisa que o mutirão das cirurgias plásticas de mama na região vai durar até março. 

Procurado, o médico Marcos Harter não respondeu às solicitações, nem pelas redes sociais nem pelo telefone que ele mesmo disponibilizou para os agendamentos das consultas.

Porém, em seu Instagram, publicou imagem da notícia do portal da Globo sobre a sua investigação e fez piada: “Obrigado, sempre divulgando a minha arte”.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem