Celebridades

Ana Maria Braga antecipa férias para a próxima segunda devido ao tratamento contra o câncer

Apresentadora não apresentou o programa Mais Vocês desta sexta

A apresentadora Ana Maria Braga
A apresentadora Ana Maria Braga - Karime Xavier-27.abr.2019/Folhapress
São Paulo

Ana Maria Braga, 70, optou por antecipar suas férias, programadas inicialmente para a próxima segunda-feira (3), para descansar devido ao seu tratamento contra câncer no pulmão, doença que já teve outras três vezes. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (31) ao F5 pela Globo. 

De acordo com a emissora, a apresentadora será substituída por Patrícia Poeta e Fabricio Battaglini, que normalmente são os suplentes de Ana Maria. Eles ficarão no lugar dela durante todo o mês de fevereiro.

No programa desta sexta (31), os telespectadores foram surpreendidos com a ausência de Ana Maria Braga. No lugar dela, a jornalista Thalita Morete apresentou o Mais Você. "É uma honra estar aqui e uma responsabilidade", disse. Louro explicou que Ana Maria estava bem, mas que foi dada uma folga para que ela descansasse. 

No dia 27 de janeiro, Ana Maria Braga revelou aos telespectadores que está novamente com câncer de pulmão – a apresentadora já enfrentou a doença outras três vezes, sendo uma delas no pulmão. ​

"Eu tive dois pequenos cânceres de pulmão no passado. Um foi operado e o outro foi tratado com radiocirurgia. Agora infelizmente eu fui diagnosticada com outro câncer de pulmão, é um adenocarcinoma, semelhante aos outros, mas que é mais agressivo e não é passível de cirurgia ou de radioterapia", disse a apresentadora antes de encerrar seu programa matinal.

A apresentadora afirmou ainda que o tratamento começou no dia 24 de janeiro no hospital BP Mirante, em São Paulo. Ela disse ainda que o tratamento estava sendo acompanhado pelo oncologista Antonio Carlos Buzaid. "Ele diz que entrou nessa briga comigo como entrou nas outras: entrou para ganhar. E eu não tenho nenhuma dúvida de que vou ganhar.

Carlos Henrique Teixeira, coordenador da oncologia torácica do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, afirma que a agressividade de cânceres de pulmão faz com que seja comum a recorrência, mesmo com tratamentos anteriores de sucesso. Por isso, é necessário manter um acompanhamento dos pacientes.

O adenocarcinoma, subtipo da doença que atinge a apresentadora, representa cerca de 40% dos cânceres de pulmão, de acordo com o Instituto Oncoguia. A doença atinge mulheres em uma proporção um pouco superior aos homens.

LUTA CONTRA O CÂNCER

Em dezembro de 2015, Ana Maria Braga revelou durante o Mais Você (Globo) que estava tratando um câncer no pulmão. Na época, a apresentadora teve que passar por uma cirurgia para a retirada de um tumor em seu pulmão esquerdo.

"Tive um anjo na minha vida. Eu poderia estar até hoje sem saber que estava com um problema no pulmão. Bill, meu companheiro hoje, me cobra muito e comecei a fazer ginástica. Ele dizia para eu parar de fumar e que eu precisava fazer alguns exames. Ele tanto insistiu que marquei uma consulta. Fiz uma tomografia e quando eu saí disseram que acharam uma coisa pequena, um início de um tumor cancerígeno. [...] É um risco que toda pessoa que fuma tem", contou.

Antes disso, Ana Maria enfrentou um câncer de pele em 1991 e descobriu, em 2001, que estava com câncer detectado na virilha e no reto. "Tinha hora em que eu ligava o chuveiro, deitava embaixo e chorava muito", contou em uma entrevista à Folha, em 2016.

"É natural que isso aconteça. Mas você tem que acreditar de verdade. Eu dizia 'vou aguentar'. Nunca imaginei que a doença seria maior do que eu", contou. "Eu fumei por tanto tempo, é previsível. Foi minha culpa. Quer dizer, não é questão de culpa, é vício. Sou viciada em nicotina, como um drogado ou um alcoólatra".

A apresentadora também afirmou na época que a radioterapia havia sido "arrasadora", mas que se sentiu "sortuda" por ter acesso "ao que há de melhor na medicina". "Eu tenho um limiar alto de dor, mesmo assim sofri. Tomava muita morfina quando eu podia. Nas outras horas, eu trabalhava. Continuei trabalhando porque era um grande motivo para levantar todo dia. Gosto muito do que faço".

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem