Celebridades

Luciano Huck dedica o Caldeirão desse sábado a Gugu e relembra amizade com o apresentador

Augusto Liberato morreu nos Estados Unidos após cair de uma altura de quatro metros

Luciano Huck
Luciano Huck homenageia Gugu no Caldeirão - Folhapress
São Paulo

Luciano Huck, 48, encerrou o Caldeirão (Globo) com uma homenagem a Gugu, que teve a morte anunciada nessa sexta-feira (22). O apresentador iniciou relembrando sua infância, quando assistia TV na casa da avó e de como Gugu, fez parte de sua infância. 

"Quando comecei a trabalhar em televisão sempre admirei o Gugu, um cara que colocava a mão na massa se envolvia mesmo com sua equipe", disse Huck, que falou ainda do carinho e amizade que sua mulher, Angélica, 45, nutria por Gugu, que foi seu colega de emissora, enquanto atuou no SBT.   “Tinha muita admiração pelo Gugu, e ele virou nosso amigo. Comigo, toda a vez que me encontrava, era de um carinho, um respeito enorme”, destacou. ​

Huck finalizou dizendo que  “queria só compartilhar a tristeza deste momento na televisão e dizer o quanto todo mundo ficou triste e sentiu isso. Acho que é uma perda enorme de um cara que escreveu capítulos importantes da história da televisão nestes últimos 30, 40 anos.” 

“Quero deixar nosso carinho, não só meu, mas de toda a equipe do ‘Caldeirão’, à família do Gugu, às crianças, principalmente, à mãe dele e à esposa. Uma semana que não foi feliz. Quero encerrar lembrando dos momentos divertidos, de felicidade, que o Gugu trouxe através da televisão. Vá em paz, meu amigo, que você cuide de sua família de onde você estiver. E desejo todo nosso carinho à família dele“, finalizou Huck.

MORTE DE GUGU

Gugu Liberato, 60, morreu em um hospital em Orlando, no estado americano da Flórida, onde estava internado desde quarta (20). O apresentador, que morava em um condomínio nos arredores da cidade, caiu de uma altura de quatro metros, quando fazia um reparo no ar-condicionado instalado no sótão.

Gugu foi encaminhado a um hospital Orlando Health Medical Center. Devido à gravidade de seu estado, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação, foi constatada a ausência de atividade cerebral, segundo a nota de falecimento, que não especifica a data exata da morte.

"Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro", escreveu a família, em nota. Ainda não há detalhes sobre o traslado do corpo para o Brasil. 

Gugu Liberato deixa a mulher, Rose Miriam, e três filhos: João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15. Atendendo a uma vontade dele, a família autorizou a doação de todos os órgãos.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem