Celebridades

Inspirado em Menudo, Gugu Liberato produziu Dominó e Polegar e lançou Marcelo Augusto

Apresentador morreu após uma queda em sua casa, nos EUA

 
Gugu LIberato no Domingo Legal na década de 1990 - SBT/Divulgação
São Paulo

O apresentador Gugu Liberato, 60, teve a morte confirmada nesta sexta-feira (22) após uma queda em sua casa, nos Estados Unidos. Ele foi o responsável por alavancar a carreira de algumas boy bands famosas dos anos 1980 e 1990.

Dentre elas a banda Dominó, que foi formada pela produtora de Gugu em 1984. A banda explodiu depois de se apresentar no programa dele, o Viva a Noite. A formação original contava com Afonso Nigro, Nill, Marcos Quintela e Marcelo Rodrigues.

Algo semelhante aconteceu com o grupo Polegar, que tinha entre os membros o cantor Rafael Ilha, que virou celebridade ainda criança. Ele se tornou membro do Polegar em um concurso da empresa Promoart, de Gugu Liberato, aos 12 anos. 

O auge ocorreu a partir de 1983. O grupo Garotos da Cidade acabou se transformando no Polegar por uma iniciativa do apresentador de criar uma versão nacional do grupo infantojuvenil Menudo, originário de Porto Rico.

Pouco tempo depois, Ilha iniciaria seus problemas com drogas e deixaria a banda. O apresentador também ajudou na carreira do cantor Marcelo Augusto. Ele foi apadrinhado por Gugu no início dos anos 1990, quando gravou seu primeiro disco.

MORTE DE GUGU

Gugu Liberato, 60, teve a morte anunciada nesta sexta-feira (22). Ele morreu em um hospital em Orlando, no estado americano da Flórida, onde estava internado desde quarta (20). O apresentador, que morava em um condomínio nos arredores da cidade, caiu de uma altura de quatro metros, quando fazia um reparo no ar-condicionado instalado no sótão.

Gugu foi encaminhado a um hospital Orlando Health Medical Center. Devido à gravidade de seu estado, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação, foi constatada a ausência de atividade cerebral, segundo a nota de falecimento, que não especifica a data exata da morte.

"Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro", escreveu a família, em nota. Ainda não há detalhes sobre o traslado do corpo para o Brasil. 

Gugu Liberato deixa a mulher, Rose Miriam, e três filhos: João Augusto, de 17 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15. Atendendo a uma vontade dele, a família autorizou a doação de todos os órgãos.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem