Celebridades

Pai de Britney Spears é acusado de agredir neto, e cantora perde guarda dos filhos, diz site

Kevin Federline afirma que avô perdeu a paciência com adolescente

 Britney Spears
Britney Spears - Valerie Macon -22.jul.19/AFP
São Paulo

Jamie Spears, pai de Britney Spears, é acusado de agredir o filho mais velho da cantora, Sean, 13. Por conta da situação, o ex-marido de Spears e pai do menino, Kevin Federline, entrou na Justiça para pedir uma ordem de restrição contra o avô.

Segundo o site The Blast, o pedido foi aceito e Jamie Spears não pode entrar em contato com Sean nem com o outro filho de Britney e Federline, Jayden James, 12.  

Além disso, a agressão também influenciou no processo sobre a guarda das crianças, que está em andamento. Segundo o site, Federline terá agora a guarda total dos meninos, com 90% de custódia física.

A cantora só poderá visitá-los durante o dia (não pode ser a noite) e na presença de outro adulto, que não pode ser o pai da cantora. 

A confusão de Jamie Spears com o neto aconteceu no último dia 24 de agosto, quando ele teria discutido com o menino. Segundo fontes ouvidas pelo The Blast, com medo da reação do avô, Sean correu para o quarto e trancou a porta, mas Jamie teria conseguido arrombá-la e 'sacudiu violentamente' o adolescente.

Diante do ocorrido, Britney teria tirado as crianças do local e chamado o ex-marido para que buscassem elas, mesmo ainda sendo o seu período de ficar com os filhos.

No dia seguinte, 25, Federline procurou a polícia para relatar o ocorrido.

O site informa que tentou contato com Jamie Spears, mas ele não foi encontrado. 

Neste ano,  Britney passou 30 dias em uma unidade de saúde mental depois de ter parado de tomar remédios que a mantinham estável, mas que causavam muitos efeitos colaterais. Os médicos estavam com dificuldade de encontrar a melhor combinação de substâncias. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem