Celebridades

Luciano Huck defende renovação na política: 'Ficar apontando defeito não é o caminho'

Apresentador evita comentários sobre candidatura presidencial em 2022

Luciano Huck fala sobre acidente com o filho, Benício, na abertura do Caldeirão
Luciano Huck na abertura do Caldeirão - Reprodução/TV Globo
São Paulo

Luciano Huck, 48, é cotado para concorrer a candidatura presidencial em 2022, mas prefere não comentar sobre como se vê nos próximos anos.

"Eu acho que qualquer tipo de resposta nesse momento não contribui em nada para o que estamos vivendo", disse o apresentador em entrevista ao canal da revista Exame, publicada nesta segunda-feira (9).

"Acho que o que importa agora é o curto prazo, como a gente pode apoiar as agendas importantes, como a gente pode ser resiliente e como pode ser defensor das ideias que a gente acredita que sejam colocadas de maneira incorreta ou equivocada".

O apresentador também defendeu a renovação política e a agenda econômica que está sendo proposta no Brasil, dizendo que "nesse momento, ficar apontando defeito não é o caminho". "Temos que torcer para que dê certo", acrescentou.

Apesar de achar que as reformas são necessárias para o país, por outro lado, o apresentador diz que é importante "ser a resistência para não deixar que a miopia ideológica ofusque coisas importes e conquistas importantes da democracia brasileira".

Huck disse ainda que esteve rodando o Brasil e fazendo comparações com as realidades do exterior, ressaltando o número de desempregados no país.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem