Celebridades

Lady Gaga financia projetos escolares em cidades dos EUA que sofreram massacres

Cantora deve investir em mais de 160 projetos; valores não foram divulgados

Lady Gaga anuncia que ajudará diversas instituições de ensino que sofreram ataques
Lady Gaga anuncia que ajudará diversas instituições de ensino que sofreram ataques - AFP
São Paulo

Lady Gaga, 33, contou em suas redes sociais suas próximas ações de caridade. Com a intenção de financiar mais de 160 projetos escolares, a cantora anunciou que ajudará instituições de ensino em cidades que sofreram massacres violentos recentemente nos Estados Unidos. 

Segundo a publicação na página oficial de Gaga no Facebook, sua intenção é levar esperança para as últimas três cidades que sofreram violência armada: Dayton, em Ohio; Gilroy, na Califórnia; e El Paso, no Texas. Os valores que serão doados para cada cidade e instituto não foram divulgados pela cantora.

As doações serão feitas em parceria com a Born This Way Fundation, de que a Gaga é dona, com a DonorsChoose, uma organização sem fins lucrativos. Para a cantora, é fundamental a canalização de toda essa frustração e tristeza para fazer o bem ao próximo.

“Quero canalizar minha confusão, frustração e fúria para a esperança”, escreveu a cantora. "Meu coração vai para aqueles que foram tirados de nós muito cedo e para suas famílias, entes queridos e comunidades que são deixadas para sofrer. Todos têm direito a leis que os façam sentir seguros em suas comunidades".

Entre as ações divulgadas, Lady Gaga dará cadeiras infláveis para estudantes com deficiência e kits de ciência para alunos do quinto ano.

O último massacre aconteceu no dia 3 de agosto quando um atirador abriu fogo dentro de um supermercado da rede Walmart, localizado na cidade de El Paso, no Texas, e matou 20 pessoas.

Este ataque ocorreu menos de uma semana após um jovem de 19 anos invadir a Festa do Alho de Gilroy, um festival gastronômico na Califórnia, e matar a tiros três pessoas. O adolescente, que se matou na sequência, também deixou outras 12 pessoas feridas. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias