Celebridades

Marina Ruy Barbosa radicaliza e aparece com os cabelos loiros por campanha publicitária

Atriz desde criança era conhecida pelos fios ruivos

Marina Ruy Barbosa aparece loira
Marina Ruy Barbosa aparece loira - Instagram/@marinaruybarbosa
São Paulo

Marina Ruy Barbosa, 24, radicalizou no visual. Conhecida desde criança por seus fios ruivos, a artista publicou uma foto nas redes sociais em que aparece com os cabelos platinados para um novo trabalho. A mudança ocorreu por causa de uma campanha publicitária que a atriz fará para a Renault.

Ela mostrou o resultado nas redes sociais. "Finalmente loira! Lembra que já tinha comentado com vocês minha vontade de platinar?”, disse ela no Instagram.

Muitos famosos começaram a curtir a publicação e a tecer elogios para o novo visual. “Ficou irado”, escreveu Sérgio Malheiros. “MarinaLoiraBarbosa”, divertiu-se o apresentador Evaristo Costa, da CNN Brasil. “Nossa, que gata”, elogiou Maisa Silva, do SBT. “Muito Perfeita”, escreveu a cantora Ludmilla.

A mudança foi feita por causa de um trabalho, segundo a assessoria de imprensa da atriz. Ela será uma agente secreta na campanha publicitária de lançamento do Renault Stepway, que faz parte da linha 2020 de carros dos modelos Logan e Sandero. 

"O meu ofício me permite ser múltipla, viver várias personagens. E mudar é parte disso. É divertido me ver diferente. Espero que gostem como eu gostei", afirmou a atriz ao site Gshow.

Na Globo já foi regra que o cabelo ruivo de Marina Ruy Barbosa seria intocável. Por isso, ela nunca mudou de coloração, apenas o tipo de corte.

Marina Ruy Barbosa é garota-propaganda de várias marcas. Entre as quais a Renault e a Pantene. Na próxima quarta (24), a Renault vai divulgar uma nova campanha com a presença da atriz inspirada no filme de James Bond. 

Na última semana, Marina Ruy Barbosa teve a sua conta no Instagram hackeada por duas vezes. Ela se deu conta da nova invasão na madrugada de quarta-feira (17). Perto das 11h da manhã, ela divulgou no Twitter que já tinha solucionado o problema: “Tudo certo, agora vai”.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem