Celebridades

Aline Riscado nega ter pago R$ 3 milhões para ser rainha de bateria no lugar de Sabrina Sato

Pagamento poderia ter sido feito por uma famosa cervejaria

Aline riscado atende camarim no camarote Club em Salvador/BA - Webert Belicio/AgNews
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Falta muito tempo para o Carnaval do ano que vem, mas o feriado mais famoso e esperado do Brasil já está dando o que falar.

Nesta segunda-feira (27), a atriz Aline Riscado, 31, foi em suas redes sociais negar que tenha pago mais de R$ 3 milhões para se tornar a rainha de bateria de Vila Isabel no lugar da apresentadora Sabrina Sato, 38.

"Sempre admirei muito a Sabrina e a acho incrível em todos os sentidos. Jamais a prejudicaria, pois não é do meu feitio. Nunca faria isso por qualquer cargo ou trabalho, ainda mais em um que nem receberei retorno financeiro e farei por mero prazer e respeito ao carnaval".

Circularam informações de que a escolha por Riscado foi uma troca de favores e dinheiro entre uma cervejaria e a escola. Aline nega veementemente e diz que a marca não é "pai e mãe" dela, como muitos dizem.

"Sou vinculada a marca de cerveja há 5 anos com muito orgulho, porém a mesma não responde por todos os trabalhos que luto para conquistar. A empresa me abriu portas e me deu visibilidade. Porém eles só pagam o meu cachê dos comerciais e ponto final".

Procurada pela Folha, a Vila Isabel também negou que a escolha de Aline tenha tido dinheiro envolvido e que eles buscaram uma pessoa que tivesse vínculo com a escola para assumir o posto que Sabrina estava há 10 anos.

"Nós colocamos Sabrina no lugar que ela merece. Ela se tornou rainha da escola ao lado do rei, Martinho da Vila, tanto que em junho teremos um evento para coroá-la. Ela saiu do posto de rainha da bateria por conta da maternidade, mas poderá desfilar onde ela quiser. Ela tem total direito de fazer o que ela bem entender", disse Vila Isabel, via assessoria, negando que qualquer valor tenha entrado para o caixa da escola.

Riscado diz ainda que o convite surgiu depois de uma semana que foi divulgado que Sabrina Sato estava deixando o posto de rainha de bateria e disse ainda que a primeira coisa que ela perguntou ao presidente foi como ficava a situação da apresentadora.

"Sempre admirei muito a Sabrina e a acho incrível em todos os sentidos. Jamais a prejudicaria, pois não é do meu feitio. Nunca faria isso por qualquer cargo ou trabalho, ainda mais em um que nem receberei retorno financeiro e farei por mero prazer e respeito ao carnaval".

"O presidente me fez o convite uma semana depois que Sabrina foi desligada do cargo, porém não da escola, a qual permanece vinculada. Sendo rainha da escola, assim como Martinho da Vila".

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Mais lidas