Celebridades

Palácio nega que príncipe Harry e Meghan Markle vão criar bebê real com 'gênero fluído'

Casal espera primeiro filho, que deve nascer em abril

Príncipe Harry e Meghan visitam Marrocos
Príncipe Harry e Meghan visitam Marrocos - AFP
São Paulo

O Palácio de Kensington negou neste sábado (2) que a atriz Meghan Markle, 37, e o príncipe Harry, 34, vão criar o bebê que esperam com 'gênero fluído', ou seja, sem estereótipos de menino ou menina. 

Na sexta (1º), o site da revista Vanity Fair divulgou que fontes próximas ao casal disseram que eles estavam empenhados em fazer com que a criança não cresça cercada por nenhum estereótipo de gênero.  “A Meghan tem conversado com amigos em relação ao parto e aos planos deles para criar o bebê e o termo exato utilizada por ela foi ‘fluidez de gênero’", disse uma fonte à publicação.

Em comunicado enviado ao jornal britânico The Sun, o Palácio de Kensington afirmou que a "informação é totalmente falsa". 

Meghan e Harry estão aguardando um menino, segundo informações do site Us Weekly. A revelação do sexo da criança aconteceu em um chá de bebê organizado por Meghan, em fevereiro, em Nova York. Para cerca de 15 amigos mais próximos, a duquesa fez o anúncio.

Essa foi a primeira viagem dela de volta aos Estados Unidos desde seu casamento com Harry em uma cerimônia repleta de celebridades no Castelo de Windsor em maio de 2018.

O chá de bebê, segundo a revista People, foi bem intimista. Enquanto a neve caía lá fora, os poucos convidados sentavam-se no chão e conversavam sobre o futuro da criança da ex-atriz da série 'Suits'

A atriz revelou a gravidez em outubro do ano passado. O bebê será o sétimo na sucessão ao trono britânico. A criança deverá nascer em abril.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem