Celebridades

Xuxa diz querer chegar perto dos youtubers e esclarece convite para aparecer na Globo

Apresentadora estreou reality The Four Brasil nesta quarta-feira (6)

Xuxa Meneghel no desfile da estilista Martha Medeiros no Palacio Tangara
Xuxa Meneghel no desfile da estilista Martha Medeiros no Palacio Tangara - Folhapress
Beatriz Vilanova
São Paulo

Xuxa não para. Com 55 anos e mais de 30 de carreira, a brasileira acabou de concluir seu trabalho na 4ª temporada do Dancing Brasil e já emendou um novo reality musical, o The Four Brasil, também Record, onde será apresentadora.

E a fome pelos programas não para por aí: Xuxa garante que ainda tem muita vontade de trabalhar com crianças novamente, mas ressente pelo assunto não ter tanto espaço na televisão.

“Não é nem no Brasil, é no mundo todo. Como a gente está em crise, as pessoas não gostariam de investir em algo que não tem retorno”, admite.

A saída, segundo a apresentadora, é migrar para o streaming. “É uma área que eu não conheço muito. Minha linguagem é muito de televisão. Estou fazendo o PlayPlus [serviço de streaming do Grupo Record], mas falando com se estivesse na televisão. Tenho que aprender isso daí para chegar perto desses ‘youtubers da vida’, que fazem isso de olhos fechados.”

“Talvez se eles tivessem tentado fazer o que eu sei fazer, eles não iriam conseguir, e eu to muito longe de chegar perto deles”, conclui Xuxa, que gravou em 2018 o “Geração X”, seu novo programa infantil com participações de baixinhos youtubers e artistas convidados para o PlayPlus.

Ainda assim, ela diz que não irá desistir dessa vontade. Explica que, para dar continuidade aos projetos infantis, ela precisa do investimento de alguma gravadora, e que hoje em dia “ninguém investe em crianças”, preferindo exportar e dublar programas de fora.

Além disso, a apresentadora precisa da permissão da Record para aceitar projetos fora a emissora, o que a deixa ainda mais distante de conseguir o que quer. “Bate com o meu contrato daqui, a Record tem que me liberar para fazer as coisas lá e os canais que tem interesse não tem uma compatibilidade com a Record.”

Enquanto tenta um espaço no coração das novas crianças, Xuxa está na mira de outros programas. Recentemente, ela foi convidada para participar em um episódio do Lady Night, programa de entrevistas de Tatá Werneck na Globo, mas não conseguiu fechar acordo.

“Me convidei e fui convidada. Queria muito fazer, mas não rolou”, diz, explicando que a decisão veio das negociações entre a Record e Globo. “Eu não entendi direito, tem alguma coisa nessa liberação do artista que não rola. A única coisa que recebi foi o ‘não rola’”.

​PRIMEIRA GRAVAÇÃO EM SP

O novo reality The Four Brasil foi uma chance para Xuxa experimentar gravar, pela primeira vez, em São Paulo. Ela explica que nunca conseguiu antes porque não gostava da ideia de deixar a mãe, que estava de cama e sozinha no Rio de Janeiro.

“Hoje tenho minha filha morando fora e minha mãe infelizmente não está mais comigo, então falei para a Record que eu tinha essa possibilidade”, diz. Ela explica que o cenário do Dancing Brasil continua montado no Rio de Janeiro, e que existe a possibilidade de fazer os dois programas, intercalando Rio e São Paulo.

“Para mim isso é bom. Os fãs reclamavam que eu vinha muito pouco [para São Paulo], então agora está dividido: um programa lá e outro aqui.”

Ela explica que conheceu as edições do The Four em outros países através da filha de Junno, Luana. Agora, pretende seguir nessa versão brasileira com "o que deu certo" do formato original, mas sem deixar a personalidade de lado, que foi bastante elogiada no Dancing Brasil – por ser a primeira apresentadora mulher do programa e por interagir com a plateia.

​ARGENTINA

Ainda em 2019, Xuxa deve fazer shows na Argentina que serão uma versão em espanhol do que é apresentado por aqui.

Na TV argentina, ela tem a possibilidade de fazer um programa que está em fase de planejamento. Segundo Xuxa, os profutores  do país não sabem em qual publico mirar com a apresentadora.

"Eles também tem esse medo", diz. "Trabalhei com crianças por muito tempo e essas crianças cresceram. Eles não sabem se eu vou continuar falando para crianças, para adolescentes, para famílias e tal."
 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias