Celebridades

Aos 18, Larissa Manoela diz estar assumindo controle da carreira e sonha ser diretora de cinema

Atriz lança single e se prepara para primeiro trabalho da Netflix

Larissa Manoela

Larissa Manoela Marcus Leoni / Folhapress

Fernanda Pereira Neves
São Paulo

Sob os holofotes desde os quatro anos, Larissa Manoela já conhece bem a rotina da televisão, as perguntas dos jornalistas e as pressões dos fãs. Mas é agora, ao completar 18, que a atriz começa a assumir as rédeas de seus negócios. "Estou gostando muito dessa fase empreendedora", comemora em entrevista ao F5. 

"Sempre tive bastante espaço para mostrar o que queria na minha carreira e na Lari Produções, mas agora quero ficar mais presente, ficar a par de tudo, apesar da correria. Sou capricorniana, perfeccionista, então só trabalho com planejamento. Já estava presente, mas era só isso, agora recebo muita coisa, dou ok final pra tudo", afirma. 

Além das responsabilidades nos bastidores, Lari mostra que também quer mudanças em sua imagem. Em janeiro, ela lançou o single "Desencosta", com batidas mais dançantes e, pela primeira vez, não voltado ao público infantil. Já nas redes sociais, foram as fotos de biquíni que chamaram a atenção dos fãs. 

"Acho que nesse momento, que eu estou crescendo, as pessoas acabam impondo um rótulo de sensualidade, mas eu estava curtindo o final de ano na praia, nessa época de calor, com amigos e família [...] Quero que as pessoas entendam que estou crescendo, mas com responsabilidade, sem chocar ninguém", explicou ela. 

Além do novo trabalho musical, que ganhará um clipe em breve, a adolescente continuará na novela "As Aventuras de Poliana" (SBT) até o final de 2019 e afirma ter projetos em análise para até 2021. Mas é nos filmes que Lari pretende focar seus esforços, tendo duas produções já certas para estrear neste ano –sem dar muitos detalhes.  

Sua grande empolgação, no entanto, é o primeiro trabalho que desenvolve com a Netflix. Ainda na fase de pré-produção, Lari conta que teve total liberdade para fazer parte do roteiro, da escolha de elenco, para palpitar. As gravações deverão começar no final deste semestre, mas ainda não há data de lançamento.

Entre tantos projetos, Lari decidiu adiar por mais um ano a faculdade mesmo "com dor no coração". Formada no ensino médio em 2017, ela tirou um ano para o trabalho e entraria no curso de cinema em 2019. O novo adiamento, no entanto, acontece pela chance de ter uma "aula prática" com os novos trabalhos. 

"É uma mega oportunidade. Sou apaixonada por cinema, quero cursar faculdade de cinema e fazer especialização em direção. Minha maior aula será esses novos projetos. Sou movida a desafios, 24 horas por dia pra mim é pouco, e talvez eu tenha que abdicar de algo nesse processo, mas agora tenho muito a aprender."

A adolescente chega a cogitar, inclusive, uma pausa da televisão em 2020, após o término de "As Aventuras de Poliana". "É tudo meio incerto. Penso numa pausa da TV, mas não do trabalho de atriz. Deixo portas abertas, Deus sabe o que faz. A gente tem planejamento, mas pode ser pego de surpresa por algum projeto."

CASAL DE VELHINHOS 

Junto a tantas mudanças profissionais, Lari também comemora as novidades que os 18 anos trouxeram para sua vida pessoal, em especial a carteira de habilitação, que já está tirando. As noções básicas vem do buggy que teve quando criança, agora a atriz está focada em baliza, prova prática e teórica. 

Já as bebidas alcoólicas e baladas, Lari diz não ser bem sua praia. "Nunca tive essa expectativa para curtir, ficar meio louca. Tive uma degustação muito boa na minha festa [de 18 anos], mas com responsabilidade. É preciso respeitar a sim mesmo, se dar ao respeito, saber os limites", conta a adolescente. 

Ela também afirmou que se considera caseira e que ao lado do namorado, o ator Léo Cidade, forma um "casal de velhinhos". "Eu estou sempre cansada, saio uma vez ou outra com amigos ou namorado. Na maior parte do tempo estou em casa, vendo Netflix. Às vezes, a gente sai e em meia hora está de volta." 

MANIFESTAÇÃO SUTIL 

Lari falou ainda da dificuldade que é abordar assuntos polêmicos na sociedade polarizada de hoje e como isso gera críticas e ataques em redes sociais. "Ninguém nunca vai agradar a todos. A gente tem que mostrar o que apoia, incentiva, mas sem machucar, ofender. Precisamos de amor, coletividade, o mundo está cheio de gente negativa."

"Gosto de me manifestar, mas de uma forma muito sutil, sem agredir [...] Temas como racismo, bullying, temos que abordar porque acontece, é realidade. Tem muita gente que desabafa comigo no direct e eu gosto de bater esse papo pra entenderem que sou um ser humano e passo pelas mesmas coisas", completa a atriz. 

A adolescente afirma receber comentários negativos sobre sua testa, sua altura, mas não costuma ligar. "Às vezes respondo porque sou humana, mas levo muito numa boa. Quero mostrar a cara limpa, o que é de mais natural, e passar uma mensagem de aceitação para as meninas. Estou a frente delas. E amo isso." 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias