Celebridades

Kim Kadarshian vira Princesa da Reforma Prisional por conseguir perdão a detentos

Empresária tem recebido milhares de cartas com pedido de ajuda

 Kim Kardashian
Kim Kardashian - Chris Delmas/AFP

São Paulo

Kim Kardashian foi nomeada a madrinha dos detentos, nos Estados Unidos. É que a bela anda recebendo milhares de cartas todos os dias de presidiários que pedem a ajuda dela para conquistar a liberdade.

A fama de Kim é tão grande, que ela tem até um apelido: Princesa da Reforma Prisional. A chuva de cartas de detentos começou após a empresária conseguir o perdão para Cyntoia Brown, que estava há 15 anos na prisão. Ela matou o homem que abusou dela aos 16 anos para se defender. Enquanto Cyntoia estava presa, outras celebridades, como a cantora Rihanna, fizeram campanha por sua libertação.

A empresária ainda teve uma boa participação na solução do caso de Alice Marie Johnson, bisavó de 63 anos que estava presa há mais de duas décadas por um delito de drogas como ré primária. 

Kim chegou a se encontrar com o presidente Donald Trump para pedir uma revisão do sistema prisional. Em dezembro do ano passado, a Câmara dos Representantes (deputados) dos EUA deu aprovação final nesta ao projeto de reforma da justiça criminal, apoiado pelo presidente Donald Trump.

A vida pessoal de Kim também se mantém agitada. Nesta semana, ela e o marido Kanye West anunciaram que vão ser pais pela quarta vez.  De acordo com a revista Us Weekly, o casal espera um menino por meio de barriga de aluguel, a mesma mulher que gerou a terceira filha, Chicago West, que nasceu em janeiro de 2018.

No final do ano passado, o rapper comprou um apartamento no condomínio de luxo em Miami Beach, Flórida, para dar de presente de Natal para Kim. De acordo com o site Page Six, o imóvel foi vendido por US$ 14 milhões (R$ 54,3 milhões).

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem