Celebridades

José de Abreu critica Regina Duarte por apoio a Bolsonaro: 'Não respeito artista que apoia fascista'

A atriz visitou capitão reformado nesta sexta (12) no Rio de Janeiro

Os atores Regina Duarte e José de Abreu
Os atores Regina Duarte e José de Abreu - Marcus Leoni e Greg Salibian/Folhapress
JOELMIR TAVARES
São Paulo

Apoiador histórico do PT, o ator José de Abreu, 72, disparou uma série de críticas neste sábado (13) à atriz Regina Duarte, 71, por fazer campanha para o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), a quem ele chamou de fascista.

Regina Duarte visitou o capitão reformado nesta sexta (12) e tem pedido votos para ele em suas redes sociais, ao mesmo tempo em que critica o PT de Fernando Haddad. Ela rebateu os ataques minutos depois.


Gregório Duvivier acha foto de Regina Duarte com Fidel Castro e diz: 'Namoradinha da ditadura'


"Respeitei a posição de Regina Duarte enquanto ela apoiava a direita democrática com Serra, Alckmin, FHC, Doria. Quando apoiou o impeachment. Mas não respeito artista que apoia fascista. O fascismo odeia nossa profissão e nossa classe. Elimina quem discorda e quem é 'diferente'", escreveu Abreu, em seu perfil no Twitter.

Ainda na rede social, o ator, que está no ar na novela "Segundo Sol" (Globo), afirmou: "Nossos colegas, Regina Duarte, sejam artistas, técnicos, gays, lésbicas ou héteros, estamos apavorados com o advento do fascismo. Ninguém mais trabalha sossegado com essa ameaça de trevas sobre nossas almas sensíveis. Não é admissível um colega de tantos anos não respeitar isso!".

Em outra mensagem, mais dura, ele acusou a colega de profissão de espalhar notícias falsas. "Bolsa-presidiário existe desde 1991. Sei que você é meio esquecida, não consegue decorar texto há muitos anos (inaugurou o uso de ponto eletrônico para atores na Globo), mas 'dar um Google' evitaria de você passar fake news do fascista que você apoia."

Em resposta, também na manhã deste sábado, Regina postou duas imagens em seu perfil no Instagram com comparações, segundo ela, do regime fascista de Benito Mussolini com propostas dos programas de governo de Haddad e de Bolsonaro.

As informações postadas pela artista sugerem compatibilidade de projetos do político italiano com planos do candidato petista. "Quem é o fascista...?", escreveu ela na legenda de uma das fotos. 

No dia 30 de setembro, a atriz já havia dado indícios de ser favorável à candidatura de Bolsonaro ao publicar vídeos em seu perfil no Instagram que indicavam que ela havia comparecido a manifestação a favor do capitão reformado na avenida Paulista, em São Paulo. "Hoje pela manhã, antes da chuva, foi domingão paulista com parque, manifestação e chuva forte", escreveu Regina Duarte, na ocasião.

O ato ocorreu um dia depois das manifestações contrárias ao candidato lideradas por mulheres em todo o país, como parte do movimento #EleNão, na qual vários famosos participaram, como Bruna Linzmeyer, Paula Lavigne, Letícia Sabatella, Sophie  Charlotte e o marido, Daniel de Oliveira, Paula Burlamaqui, Nanda Costa, Juliana Alves, Débora Lamm, Françoise Forton e Fernanda Paes Leme, entre outros artistas

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias