Celebridades

Filho do cantor Luciano, Wesley Camargo diz que não agrediu a mulher e processará Leo Dias

Jornalista do SBT diz que Wesley teria sido preso recentemente

Wesley Camargo, filho do cantor Luciano
Wesley Camargo, filho do cantor Luciano - Reprodução/Instagram/wes
Leonardo Volpato
São Paulo

O corretor de imóveis Wesley Camargo, 29, filho do cantor sertanejo Luciano, negou nesta terça-feira (2) que tenha sido preso em Goiânia por agredir sua mulher, como informado pelo jornalista Leo Dias, do programa Fofocalizando, do SBT.

Segundo o jornalista, vizinhos disseram que Wesley teria brigas constantes com a mulher e o relacionamento do casal estaria desgastado. Foram os vizinhos, ainda de acordo com o jornalista, que chamaram a polícia.

"Moramos no condomínio há dois anos e nunca tivemos uma briga sequer", disse Wesley, que namora Thaís há sete anos e tem com ela uma filha, de cinco anos.

O jornalista disse ainda que Luciano foi chamado à delegacia e pagou a fiança do filho. Contatado pelo F5, o cantor sertanejo negou a prisão. As duas delegacias da mulher de Goiânia e a Polícia Militar da cidade afirmaram que não houve registro da prisão de Wesley.

O filho de Luciano afirmou que já acionou advogados para processar o jornalista e o SBT por calúnia e difamação. 

Wesley confirma que foi detido por dois dias, em 2014, por agressão à tia e à prima, mas que a história ficou no passado e que hoje tem boas relações com ambas.

Na época, Wesley morava com a tia e a prima na casa de sua avó no Setor Bueno, bairro nobre de Goiânia. Eles discutiram porque a tia o acusou de tirar proveito do pai. Segundo Wesley, a tia o empurrou e ele, em retaliação, a pressionou contra a parede.  

A tia fez uma denúncia, e Wesley ficou detido por dois dias na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) até que seu pai pagou a fiança de R$ 10 mil. 

O corretor de imóveis diz ter ficado chateado com o pai por ter ressuscitado em comentários em seus perfis nas redes sociais a prisão de 2014.

Questionado por internautas após a divulgação da história da nova prisão, Luciano comentou o episódio em seu perfil no Instagram.  "Paguei [a fiança] em 2014 contra a minha vontade, para mim ele cometeu crime sim. Mas, infelizmente no Brasil, esse tipo de crime não dá em nada. Wesley foi condenado a prestar serviço para a sociedade. Isso é pena para quem bateu na tia?"

"É muito covarde do meu pai ressuscitar essa briga. [...] Essa história está no passado. Tenho hoje uma relação ótima com a minha tia, melhor do que a que mantenho com meu pai", disse Wesley. 

Wesley suspeita ainda que a falsa informação da prisão por agressão à mulher tenha partido da própria família e critica a influência da madrasta sobre o pai.

"Ele é um cara totalmente apaixonado pela esposa. Ela domina a vida dele e ela está induzindo ele a fazer isso. Meu pai não é desse jeito. Ele não tem mais contato com várias pessoas, vive brigando com Zezé no palco, passou quatro meses sem ver o meu avô, o Seu Francisco. Tudo por que ele quer que a gente aceite a mulher. Ela nos vê como caipiras, se acha superior."  

Wesley negou ainda a informação do jornalista Leo Dias de que recebe uma pensão do pai famoso. O correto de imóveis diz que Luciano envia entre R$ 2.000 e R$ 2.500 mensais para cobrir os gastos da neta, como escola, aluguel e plano de saúde. 

Diz ainda que vendeu o apartamento dado pelo pai, no valor de cerca de R$ 70 mil, porque precisava de reformas e possuía dívidas de condomínio com as quais não podia arcar. "Não era um imóvel luxuoso. Sou corretor de imóveis e posso te dizer que, se tivesse em bom estado, valeria uns R$ 100 mil."

Procurados pelo F5, Luciano e a mulher preferiram não se manifestar. A assessoria de imprensa do cantor negou qualquer relação do casal com a divulgação da história da prisão e disse não haver nenhuma retaliação contra Wesley.​

O jornalista Leo Dias também foi procurado na noite desta terça para comentar o caso, mas não respondeu à reportagem. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias