Celebridades

Ninguém precisa ser gay para lutar contra a transfobia, diz Carol Duarte 



Sucesso como a transgênero Ivana em "A Força do Querer", novela das 21h da Globo que terminou em outubro, Carol Duarte afirma que "ninguém precisa ser gay para lutar contra a transfobia".

A atriz foi a vencedora da categoria atriz revelação no Troféu Domingão - Melhores do Ano, promovido pelo "Domingão do Faustão", neste domingo (10). Ela competiu com Karla Karenina, que interpretou Dita em "A Força do Querer", e com Vitória Strada, a Maria Vitória de "Tempo de Amar".

"Essa é uma conquista não só como atriz, mas pelo que a personagem representa. Saio dessa experiência transformada. A repercussão que teve no Brasil me faz achar que as coisas podem ser diferentes", disse.

A trama de Gloria Perez foi o primeiro trabalho de Duarte na televisão.

"No começo o sucesso da personagem assusta um pouco. Mas é lindo. Ter reconhecimento do público é o que a gente quer como ator".

A atriz disse ainda que Ivana ajudou o público a entender a diferença entre opção sexual e identidade de gênero.

"Levantamos uma faísca sobre o assunto. O ator é um provocador e em algum momento vamos ver o resultado disso."

Para 2018, Duarte já tem dois filmes para rodar, além da peça "As Siamesas".

"Ser atriz é o que mais amo fazer."

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem