Celebridades

Após ser proibida de se apresentar, Kesha emociona público em premiação

A cantora Kesha emocionou o público e foi aplaudida de pé em sua apresentação na cerimônia do Billboard Awards em Las Vegas, EUA, neste domingo (22).

Ela homenageou o cantor Bod Dylan com uma performance intensa de "It Ain't Me, Babe", de 1965. Sua apresentação, porém, havia sido cancelada às vésperas da premiação.

Kesha foi proibida pela Kemosabe Records, selo do empresário Dr. Luke, a quem acusa de estupro, de participar da cerimônia. Kesha teria aceitado o convite sem ter consultado o empresário, que barrou sua apresentação.

Dr. Luke teria voltado atrás depois que a cantora declarou, em seu perfil no Facebook, não ter a pretensão de fazer qualquer tipo de menção ao caso e à disputa judicial que os dois enfrentam.

A premiação anual de três horas, transmitida ao vivo pela TV de Las Vegas, se ateve à tradição de apresentar muitos números musicais com artistas de primeira grandeza do mundo musical e produções espetaculares.

​​Britney  Spears começou a festa vestida com um modelo vermelho ousando e desfilando uma seleção de seus maiores sucessos.

Céline Dion fez sua primeira apresentação televisionada desde a morte de seu marido, Rene Angelil, e aceitou um prêmio pelas conquistas de Angeli, entregue pelo filho do casal.

O cantor canadense The Weeknd ofereceu a primeira estatueta a Prince, o pop star vencedor de vários Grammy e conhecido por sucessos como "Purple Rain" e "Let's Go Crazy" que morreu em sua casa no Estado norte-americano de Minnesota em abril aos 57 anos de idade.

Madonna encerrou o evento com uma homenagem a Prince que incluiu "Nothing Compares 2 U" e teve a companhia de Stevie Wonder em "Purple Rain", quando a plateia ficou de pé e cantou junto.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias