Bichos

Doença misteriosa causa a morte de 34 elefantes em apenas um mês no Zimbábue

Exames apontam que animais tinha um tipo de infecção bacteriana

Casal de elefantes - Adriano Vizoni - 10.jul.20 /Folhapress
Harare

Outros doze elefantes morreram no Zimbábue, elevando para 34 o número de paquidermes mortos por uma possível infecção bacteriana em apenas um mês, disseram as autoridades nesta segunda-feira (28).

"Foram encontrados um total de 34 cadáveres (...), mas alguns outros ainda não foram localizados", disse o diretor da Autoridade de Parques e Vida Selvagem do Zimbábue, Fulton Upenyu Mangwanya.

Os animais morreram entre 24 de agosto e 23 de setembro dentro e ao redor de algumas florestas situadas entre o Parque Nacional Hwange e a cidade de Victoria Falls. "Foram encontrados virados para baixo", o que sugere "uma morte extremamente repentina", disse Mangwanya.

Os testes realizados no Zimbábue até agora apontam para uma doença chamada septicemia hemorrágica, provocada por infecções bacterianas, segundo Mangwanya.

Os guardas descartaram o envenenamento por cianeto ou a caça furtiva porque os animais foram encontrados com as presas intactas. Mangwanya disse que os animais selvagens são mais propensos a doenças durante a temporada de calor.

O Zimbábue enfrentou sucessivas secas nos últimos anos, o que deixou os animais com menos água e vegetação. As autoridades alertaram que as mortes podem persistir durante a temporada seca. O país conta com mais de 84.000 elefantes.

AFP
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem