Bichos

Incêndio em zoológico desperta debate sobre fogos de Ano-Novo na Alemanha

Pelo menos 30 macacos morreram após a queda de artefatos

Local onde estavam animais ficou destruído com incêndio
Local onde estavam animais ficou destruído com incêndio - Christoph Reichwein / dpa/ AFP
Berlim

Um incêndio em um zoológico na Alemanha provocado por lanternas iluminadas e que causou a morte de dezenas de macacos, trouxe à tona novamente o debate sobre a paixão dos alemães por fogos de artifício e aparatos pirotécnicos na noite de Ano-Novo. 

Os macacos do zoológico de Krefeld, na Alemanha, morreram quando a local onde estavam pegou fogo na noite de terça (31), informou a direção do parque de Westfalia do Norte. "Nossos piores temores se confirmaram", afirmou o zoo em sua página no Facebook. 

Pelo menos 30 macacos morreram, informou a polícia local. Pouco depois da meia-noite, um incêndio destruiu o recinto dos primatas, onde se encontravam, entre outros, orangotangos, saguis e chimpanzés. 

Os bombeiros conseguiram impedir que o fogo se propagasse para outras partes do parque. Os prejuízos sofridos alcançam milhões de euros. 

Segundo as investigações preliminares, o incêndio teria sido provocado por lanternas chinesas —proibidas na região desde 2009. Três desses artefatos, com algumas mensagens escritas, foram encontrados nos escombros da jaula dos macacos. 

Os policiais, que investigam o caso como "incêndio criminoso por negligência", esperam determinar sua procedência analisando as condições atmosféricas e de vento. 

A associação alemã de proteção aos animais rapidamente pediu a proibição dos fogos de artifício nas imediações de zoológicos, fazendas e canis.

Os alemães são apaixonados por lançar fogos de artifício e rojões na noite de Ano-Novo, frequentemente importados da Polônia. 

Esses artefatos pirotécnicos provocam ferimentos graves e até mortes anualmente. Só em Berlim, os serviços de emergência somaram nesta quarta (1º) 22 ferimentos nas mãos por conta desses artefatos --alguns levaram a amputações.

O zoológico ficou fechado nesta quarta, já que os funcionários estão comovidos com a tragédia, segundo a direção do parque.

AFP
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem