Bichos

Ovelhas reconhecem rostos de celebridades em pesquisa

Ovelhas foram treinadas para identificar rostos de famosos


Selo BBC Brasil

Um estudo da Universidade de Cambridge comprovou a habilidade das ovelhas de reconhecer rostos humanos familiares.

Pesquisadores treinaram ovelhas para identificar os rostos de atores como Jake Gyllenhaal e Emma Watson, o ex-presidente americano Barack Obama e a apresentadora da BBC Fiona Bruce.

Após o treinamento, as ovelhas escolheram com maior frequência fotos de rostos familiares do que os não familiares. Na verdade, a proporção foi parecida com a dos humanos - elas acertaram cerca de 80% das imagens, enquanto os humanos acertam em média 90%.

O estudo mostra que as ovelhas têm habilidades de reconhecimento de rostos parecidas com a dos primatas - macacos, símios, lêmures e os seres humanos.

Pesquisas anteriores já haviam indicado que as ovelhas eram capazes de identificar outras ovelhas e também os humanos que já conheciam.

"O que fizemos foi questionar se uma ovelha pode aprender a reconhecer alguém a partir de uma foto", diz a líder do estudo Jenny Morton. "Focamos na capacidade do animal de processar um objeto de duas dimensões como uma pessoa".

Ovelhas foram treinadas para identificar rostos de famosos

O EXPERIMENTO

Oito ovelhas galesas fêmeas foram treinadas para distinguir quatro rostos de celebridades de pessoas desconhecidas a partir de fotos. Elas eram recompensadas com comida pela escolha correta.

Os animais ficaram diante de duas telas de computador com fotos diferentes e tinham que escolher uma delas ao pressionar um raio infravermelho com seus focinhos para liberar o petisco.

Depois de comprovar a habilidade dos animais de reconhecer as celebridades, os pesquisadores lhe deram uma nova tarefa. Eles queriam ver se as ovelhas conseguiam identificar essas pessoas famosas quando elas apareciam em ângulos diferentes, levemente inclinadas.

Mais uma vez, a performance dos animais se mostrou acima do esperado, apesar de ser um pouco pior do que anteriormente, com uma taxa de acertos de 66,5%. A porcentagem de acertos com fotos inclinadas é de 76% entre os humanos.

Por fim, os pesquisadores queriam saber se as ovelhas seriam capazes de reconhecer seus cuidadores a partir de uma imagem. As telas mostraram aleatoriamente fotos dos guardiões intercalando com fotos de rostos desconhecidos.

As ovelhas não desapontaram também nessa tarefa. No futuro, pesquisadores querem investigar se elas são capazes de identificar diferentes expressões faciais dos humanos.

A pesquisa, publicada no jornal acadêmico Open Biology, pode trazer implicações no estudo de doenças neurodegenerativas como as de Huntington e Parkinson. Essas síndromes fazem com que os pacientes tenham dificuldade em aprender a reconhecer rostos desconhecidos.

No passado, estudos de reconhecimento de rostos feitos com animais trouxeram informações importantes sobre os mecanismos neurobiológicos por trás da recognição facial.

Assista ao vídeo aqui

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem