Bichos

Filhote de panda do zoológico de Washington é alimentado com sonda

O menor dos dois filhotes de panda que nasceram neste fim de semana no zoológico de Washington deve ser alimentado por sonda porque não está ganhando peso suficiente, disse a instituição em seu boletim diário na manhã desta segunda-feira.

"A equipe deu fórmula para filhotes e suplementos alimentícios através de uma mamadeira muito pequena. (Seus cuidadores) se preocuparam porque eles não estão ganhando peso suficiente e decidiram alimentá-lo através de uma sonda", escreveu o zoológico nacional Smithsonian no comunicado.

A panda gigante Mei Xiang deu à luz no sábado dois filhotes, que nasceram sem pelo e têm o tamanho de um rato adulto. Segundo o zoológico, o primeiro pesava 86,3 gramas e o segundo 138 gramas.

"Os filhotes são muito vulneráveis a esta primeira semana e o risco continua sendo alto", acrescentou o zoológico.

Mei Xiang, de 17 anos, já é uma panda idosa. A esperança de vida média de um panda gigante é de pouco menos de 20 anos. Ela foi inseminada em abril com o esperma congelado de Hui Hui, um panda gigante que vive na China. Posteriormente foi realizada uma segunda inseminação com o esperma de um panda gigante do próprio zoológico de Washington.

Serão realizados dois testes de DNA para determinar quem é o pai dos filhotes, cujo sexo poderá ser descoberto de três a quatro semanas.


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias