Astrologia

Lua Nova entra em virgem: Tempo de aperfeiçoamento, trabalho e terapia

Mudança acontece nesta sexta, favorecendo o cuidado emocional

Lua Nova
Lua Nova - Reprodução/ Personare
Descrição de chapéu Personare
Vanessa Tuleski
São Paulo

É tempo de Lua Nova em Virgem. A fase lunar começa às 7h31 desta sexta (30), com efeitos até 28 de setembro, quando ocorre a próxima Lua nova.

A Lua Nova gera um Mapa Astral, feito para a capital do país, com inclinações gerais que duram cerca de 30 dias, período denominado de lunação. Conhecer tais fases ajuda a compreender as temáticas que podem predominar durante o período.

As indicações de cada fase lunar destacam sugestões de como esse período pode ser aproveitado. Essas são tendências coletivas que podem ser sentidas tanto por você como por pessoas próximas. Para entender também as suas tendências particulares, após a leitura, consulte seus trânsitos lunares personalizados no Horóscopo Personare.

MOMENTO DE REVISÃO E INTERIORIZAÇÃO

Esta é uma Lua Nova supervirginiana. Além de o Sol e a Lua estarem em Virgem, Mercúrio, Vênus, Marte e mais o ascendente estão no signo. Por isso, fala-se que setembro deve estar bastante voltado para trabalho, aperfeiçoamentos e serviço, temas de Virgem. E mais: todos os planetas estão na casa 12, a casa ligada aos bastidores e a algo maior, como a conexão com o universo.

A casa 12 não é uma casa astrológica simples. Por isso, é legal se preparar para as seguintes indicações:

>> Ajudar mais e/ou precisar ser ajudado;
>> Ficar mais tempo fazendo tarefas de bastidores, como escrever uma dissertação, ler relatórios, etc;
>> Curtir estar sozinho;
>> Um maior potencial de pessoas ficarem doentes, seja você mesmo(a) ou familiares, com chance de hospitalização ou internação;
>> Se doar mais, sendo um mês excelente para ações sociais e voluntárias; emergirem angústias e questões internas;
>> Mas também ser ótimo para fazer terapias, das convencionais até as alternativas, indo, com riqueza de detalhes, até a raiz de problemas, acessando sonhos que possam ser reveladores e/ou tentando perceber e alterar crenças limitantes;
>> Pedir ajuda se sentir que está sobrecarregado de trabalho ou se estiver com alguma questão psicológica que não esteja conseguindo lidar;
>> Dar mais atenção à saúde física e ao equilíbrio emocional;
>> Ter ótimas ideias enquanto gesta um projeto;
>> Arrumar mais tempo para se interiorizar, meditar, e inserir ou voltar a colocar este tipo de rotina no seu dia a dia;
​>> Procurar conectar-se mais com o que diz a própria intuição.

A casa 12 é a dos segredos e questões inconscientes e é onde o Sol está clareando dores e conteúdos que podem emergir em processos terapêuticos. Um excelente aspecto do Sol/Lua/Mercúrio/Marte com Urano pode fazer com que tudo isso seja libertador e alavancador de grandes mudanças e transformações.

Para quem estiver pronto, setembro pode ser o início de grandes libertações, em que se deixa pesos para trás e pode-se ser mais produtivo e se acertar melhor com questões ligadas a trabalho ou a algo prático na vida. Porém, quem ainda não estiver pronto, pode vivenciar este mês como limitador, porque não é um período de grande ação externa, e, sim, interna.

No país, pode haver algum destaque para questões ligadas à saúde e ao trabalho, bem como para as prisionais, previdenciárias e hospitalares, temas tanto de Virgem quanto da casa 12. Pode ser um bom período para quem busca oportunidades como ajudador, cuidador, organizador ou em atividades de bastidores ou para quem tenta trabalhos independentes e temporários. Ainda assim, pode não ser uma boa fase para conseguir um emprego. Esse período de Lua Nova em Virgem tem energia que pede, principalmente, criatividade e inventividade.

AMOR EM SETEMBRO: IDEALIZAÇÃO

Uma oposição entre Vênus e Netuno pode manter em suspenso situações que já estejam assim, como, por exemplo, aquela paquera que não sai do lugar, ou, ainda, um amor platônico. Vênus/Netuno em quadratura com Júpiter podem simbolizar momentos de nostalgia, eventualmente até com a supervalorização de algo que já passou e/ou que nem aconteceu. Mas Vênus também faz um bom aspecto para Saturno, indicando o apoio de relações sólidas existentes, sejam afetivas ou de amizade.

COMUNICAÇÃO EXPANSIVA E VALORIZAÇÃO DO CONHECIMENTO

Apesar do lado de forte discrição, tanto pela natureza de Virgem como pela casa 12, a comunicação deve estar em expansão em setembro, bem como o interesse em aprender e trocar, com o exuberante Júpiter na casa 3. Assim, cursos, trocas e palestras podem ser altamente enriquecedores. Esse também é um bom período para viagens curtas e participação em passeios e eventos. Este Júpiter vai disputar com um lado nosso mais reservado, que é a ênfase de planetas na casa 12. Então, quando não estivermos circulando abertamente, possivelmente estaremos mais recolhidos.

SERIEDADE COM LAR E FAMÍLIA

Na casa 4, do lar e da família, estão dois planetas difíceis, Saturno e Plutão. De um lado, podem apontar problemas estruturais já existentes. O país pode sentir isso. Essa formação pede atenção e seriedade em casa, com a família e com ênfase nos idosos. Reformulações de relacionamentos e das bases de muitas coisas podem se destacar.

COTIDIANO COM NECESSIDADE DE DISTRAÇÃO

Netuno está na casa 6 e indica rotina atrapalhada, em que nem tudo sai tão perfeito quanto o desejado, pedindo jogo de cintura. Fala ainda de um lado com necessidade de sonhar e de relaxamento. Que tal assistir a uma boa série, programa ou livro que te distraia? Quem gosta de natação e andou afastado, talvez cogite voltar à atividade em setembro.

Na saúde, existe maior tendência a doenças de fundo psicossomático, por isso, é um período para dar muita atenção ao plano emocional.

DICA FINAL PARA ESTA LUA NOVA EM VIRGEM

Com tanto Virgem no Mapa, evite o lado crítico em excesso, uma sombra deste signo. Use a faceta virginiana que tenta rever o que não está bom e buscar consertar com ações práticas. Virgem também traz interesse pronunciado por alimentação, saúde e uma vida mais equilibrada e natural.

personare
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem