Você viu?

De Rafael Ilha a Vera Fischer, relembre celebridades que enfrentaram problemas com a polícia

O ator Fábio Assunção foi detido na madrugada deste sábado (24), em São João de Arcoverde, em Pernambuco. Segundo o jornal Folha de Pernambuco, ele teria quebrado o vidro de uma viatura policial e xingado militares. 

Esta não é a primeira vez que o ator global enfrenta situações desta ordem.

Em 2008, Fabio saiu na metade da novela "Negócio da China" e se internou numa clínica nos Estados Unidos para tratar a dependência de cocaína. Em 2010, estava escalado para ser protagonista de "Insensato Coração", mas foi afastado após faltar a gravações.

Confira outros casos de celebridades que enfrentaram problemas com a polícia e envolvimento com drogas. 


O cantor Rafael Ilha, famoso nos anos 80 com o grupo Polegar, foi detido diversas vezes. A primeira, em 1998, por roubar um vale-transporte e R$ 1; ele era viciado em drogas na época. 

No ano seguinte foi preso três vezes, duas por posse de drogas e a outra por pilotar uma moto na contramão.

Em 2005 foi preso por porte de arma, em 2008 por tentativa de sequestro, e em 2014 tentou atravessar a fronteira do Paraguai com uma arma de fogo, munições e um aparelho de choque e foi preso por tráfico internacional de armas.

O ator Dado Dolabella foi enquadrado na lei Maria da Penha em 2009 ao agredir em um bar no Rio de Janeiro a atriz Luana Piovani, na época sua namorada, e uma outra mulher, que tentou apartar uma briga do casal. Em 2014 ele voltou a ter problemas com a polícia ao ser denunciado por Viviane Sarahyba, que era sua mulher. Foi condenado a manter uma distância mínima de 250 metros de ambas. 

Este ano, Mc Livinho acabou precisando ir para uma delegacia de Jericoacoara, litoral do Ceará, por conta de uma confusão envolvendo o dono de uma empresa de locação de quadrículos.

Priscila Fantin também foi vista em uma delegacia, em 2010, por brigar com a ex-namorada de Renan Abreu, com quem a atriz estava casada na época. As confusões envolvendo o casal resultaram na ida de Fantin para a geladeira da Globo.

Em 2015, Wesley Camargo, filho do cantor Luciano, da dupla Zezé de Camargo & Luciano, foi preso por agredir a própria mãe. No ano anterior ele havia sido detido por agredir outros familiares.

O ator Kadu  Moliterno prestou serviço comunitário como pena por agredir a mulher em 2006. Galã de novelas como "Anjo Mau", está atualmente na Record.

Em 1995, o então jogador de futebol Edmundo dirigiu embriagado e se envolveu em um acidente que matou três pessoas. Foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão em regime semiaberto. Ele entrou com recursos e o caso prescreveu e foi arquivado em 2011.

Dirigir embriagado é um dos crimes mais comuns entre celebridades internacionais. Keanu  Reeves, o astro de "Matrix", Buddy  Velastro, o "Cake  Boss", Mel Gibson, Mike Tyson, Justin Bieber e as jovens estrelas Lindsay  Lohan e Paris Hilton foram parar na delegacia por mistura álcool e direção. As duas últimas acabaram atrás das grades por descumprirem regras da liberdade condicional.

Prisão por porte de drogas também é comum em Hollywood. O cantor George Michael foi detido em 2006 por esse motivo, assim como o Bruno Mars e o ator Robert Downey Jr, que em 2000 chegou a passar algum tempo atrás das grades.

No Brasil, problemas com drogas levaram Vera Fischer a agredir com uma tesoura uma funcionária que trabalhava em sua casa em 1995. Os Mcs  Catra e Guimê já foram detidos portando drogas.

Em 2004 o ator Marcelo Anthony, foi preso em Porto Alegre durante uma operação de combate ao tráfico de drogas. Ele foi liberado depois de esclarecido que estava comprando maconha, e não vendendo.

Casos incomuns envolveram Al Pacino, que aos 21 anos foi detido portando uma arma, o cantor Michael Jackson, que foi fichado em 2003 após ser acusado de molestar uma criança, e o ator Hugh Grant, preso em 1995 ao ser flagrado recebendo sexo oral de uma prostituta dentro de um carro.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem