Televisão

'Rompemos antes da hora por ansiedade de estar sempre feliz', diz Dan Stulbach sobre relacionamentos 

Joyce (Maria Fernanda Cândido) finalmente descobriu que Irene (Débora Falabella), sua confidente em "A Força do Querer", novela da Globo, é também a amante de Eugênio (Dan Stulbach).

Diante da traição cometida por seu personagem, Dan faz uma reflexão sobre os modelos de relacionamento atuais. "Hoje em dia se batalha menos para se permanecer junto e às vezes rompemos antes da hora por ansiedade de estar sempre feliz. Às vezes, isso é uma armadilha".

Para Maria Fernanda, perdoar uma traição não é completamente inviável. "O perdão é sempre algo positivo para a vida de quem o concede. É libertador. Não acho que dá para perdoar sempre, mas na medida do possível, se você consegue, vale a pena".

Eugênio e Irene em "A Força do Querer"
Eugênio e Irene em "A Força do Querer" - Reprodução Gshow

E  como ela imagina que a socialite vai reagir à descoberta?"Não sei se Joyce vai perdoar o Eugênio, mas talvez exista essa chance, porque um dia pode ser que ela venha a saber que a Irene armou tudo, manipulou o marido dela desde o começo", diz a atriz.

Se dependesse do público, a mãe de Ruy (Fiuk) na trama de Glória Perez não teria demorado tanto tempo para descobrir que estava sendo enganada.

"Muita gente me cobra, me alerta [risos]. Eu me divirto muito, porque existe essa agonia em relação à Irene, e as pessoas querem que a Joyce perceba logo", diz.

DESCENDO DO SALTO

Nos próximos capítulo do folhetim, ao descobrir que foi traída não só pelo marido, mas também pela amiga, Joyce vai "partir para cima" de Irene.

"A Joyce vai dar uma surra com o salto do sapato na Irene. É bastante emblemático, porque ela é uma personagem que todos os dias está em cima do salto. Não acho que a Joyce vai ser tão fina assim durante a briga. Claro que ela não vai dar um barraco, mas não será tão elegante, porque acontecerá em um lugar público", diz Maria Fernanda.



Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem