Televisão

Cena de striptease de ator de 23 anos para Susana Vieira em 'Os Dias Eram Assim' bomba nas redes sociais



​A noite desta sexta-feira (7) foi de striptease em "Os Dias Eram Assim", trama das 23h da Globo. As cenas, como era de se esperar, bombaram. Cora (Susana Vieira) contratou o gogo boy Charles, interpretado pelo ator Eduardo Parlagreco, 23, para fazer a performance após ser desprezada por Amaral (Marco Ricca).

Feliz com a repercussão do trabalho, o novato confessa que estava muito ansioso para assistir à novela e ver como seria a reação do público.

"Cora é uma pilantra, mas uma pilantra que sabe aproveitar muito bem a vida", "Globo, menina, que boy magia é aquele? Manda aqui pra casa. Nunca te pedi nada" e "Passado com esse stripper", foram alguns dos comentários de internautas no Twitter.

Logo após o capítulo da novela, Eduardo contou ao "F5" que achou a repercussão incrível. "Fiquei muito feliz".

E relembrou o que sentiu ao receber o roteiro da cena: "Não foi necessariamente vergonha, mas quando li que eu teria que colocar uma música e fazer strip para a Cora fiquei nervoso, porque eu não tinha a mínima ideia de como fazer isso".

Após muitos ensaios, ele encontrou o tom certo para o personagem: "Numa cena dessas, qualquer movimento errado pode acabar caindo no cômico, então tive muito cuidado para fazer certinho".

E a veterana aprovou o resultado: "Ele entrou no set muito calmo. Quando eu vi que ele fez a cena sem ninguém ensaiar, sem ninguém marcar, e se saiu maravilhosamente bem, eu falei: esse cara merece uma chance aqui dentro."

Quando viu Eduardo pela primeira vez, Susana conta que lhe deu as boas-vindas e que não sabia qual cena iriam fazer. "De repente vi todo mundo tirando a roupa dele, fiquei feliz! Ele é bonito e gente boa. E nunca mais a gente se viu. Foi muito rápido, infelizmente", brinca.

Solteiro há quatro meses após um relacionamento que durou quatro anos, o intérprete de Charles garante que não vê problema nenhum em casais com grande diferença de idade.

"O importante é encontrar alguém que tenha maturidade, que te respeite e que seja solidário. Idade é só um número", opina.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem