Games

Financiamento do BNDES para empresa brasileira de tecnologia visa fortalecer indústria nacional de games

O BNDES vai investir R$ 2,6 milhões na empresa brasileira Sioux, que trabalha na área de tecnologia, criando produtos como jogos e aplicativos. Os recursos fazem parte do Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura (BNDES Procult).

O banco identificou que a grande maioria das empresas de tecnologia no Brasil declararam receita anual inferior a R$ 240 mil. Investir no crescimento delas colocaria o país em um mercado que movimentou US$ 101 bilhões (R$ 333 bilhões) no mundo em 2016 e cresce anualmente 6,2%, segundo a pesquisa The Global Games Market 2017, da empresa Newzoo.

Em comunicado à imprensa, o BNDES diz que pretende, além de fortalecer a indústria brasileira, incentivar a utilização de games na transmissão de conhecimento, e desenvolver novos modelos de negócios que permitam a geração de propriedade intelectual própria.

O banco está de olho também no aumento de oportunidades de trabalho a profissionais de formações como artes visuais, programação, engenharia de software, e roteiro, por exemplo.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem