Tony Goes

José Loreto fez bem em assumir seu vídeo íntimo que vazou na web

Já é um fenômeno bastante comum. De tempos em tempos, a internet finge que se escandaliza com o vazamento de uma foto ou um vídeo íntimo de alguma celebridade. E, na maioria das vezes, a tal da celebridade jura de pés juntos que não é ela quem aparece ali e que tudo não passa de uma montagem grosseira.

José Loreto, 33, nos poupou dessa ladainha. Admitiu que é mesmo ele quem se exibe para uma webcam, num vídeo de má qualidade gravado — segundo o próprio ator — há cerca de dez anos, quando ele ainda não era um ator muito conhecido nem casado com a atriz Débora Nascimento, 32.

Melhor ainda: não pediu desculpas. Pediu respeito, compreensão e privacidade, mas desculpas, não. E isto pode parecer pouco, mas faz muita diferença.

Não é nenhuma novidade que a nossa cultura é hipócrita. Cobramos dos outros o que nós mesmos não cumprimos. Tiramos sarro de quem dá o azar de ser flagrado paquerando na web, como se fôssemos noviças que fizeram voto de castidade.

E aí, quando aparece um nude de alguém famoso, caímos sobre ele feito hienas famintas, analisando dimensões e julgando comportamentos.

Por um lado, é uma reação natural. A foto ou o vídeo íntimo, como o próprio nome diz, revelam a intimidade do famoso, e o derrubam de seu pedestal. Ele fica igual ao resto de nós, cheio de desejos e imperfeições.

Por outro, somos todos uns canalhas. Quem é que resiste à proverbial espiadinha, se um vídeo ou uma foto dessas lhe passar pela frente? Quem é não dá uma googlada, se a celebridade lhe parecer apetecível?

José Loreto diz em seu perfil no Instagram que vai deixar o caso nas mãos de seus advogados, dando a entender que quer punição para o(s) culpado(s) pela divulgação de seu vídeo.

Não faço a menor ideia de como ele deve estar se sentindo violado neste momento, e acho totalmente justo que os responsáveis por este perrengue sofram as consequências previstas por lei.

Mas também acho que Loreto já fez o suficiente. Agora ele tem é mais é que relaxar e se lisonjear com a avalanche de elogios. Prender quem vazou seu vídeo dificilmente servirá como dissuasão a futuros vazadores.

Os nudes não-autorizados de celebridades fazem parte da paisagem da vida moderna (que o diga a modelo americana Blac Chyna, que teve fotos vazadas por ninguém menos que seu ex-noivo, Robert Kardashian).

Melhor deixar quieto. Assim o assunto será logo esquecido — ou substituído pelo próximo vídeo íntimo de celebridade que vazar na rede.


Tony Goes

tem 54 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem