Tony Goes

Caso Ana Hickmann pode mudar a maneira como os famosos se expõem

Todas as celebridades têm seus fãs mais exaltados. Aqueles que mandam mensagens de amor pelo WhatsApp, buscam se aproximar nos momentos mais inconvenientes e acham que vivem uma relação pessoal com o ídolo.

A imensa maioria desses fanáticos jamais ultrapassa um certo limite, mas nem por isto os artistas deixam de ter medo. E agora estão ainda mais apavorados, depois do atentado a Ana Hickmann em Belo Horizonte.

O caso pode até já ter gerado um efeito colateral: um maluco conseguiu entrar no condomínio onde mora Anitta, no Rio de Janeiro, e quase invadiu a casa da cantora. É um reflexo conhecido dos jornalistas: quando um desequilibrado consegue seu momento na mídia (mesmo terminando mal), outros tentarão o mesmo logo em seguida.

O episódio mais conhecido do gênero foi o assassinato de John Lennon em 1980, atingido pela balas de um “admirador” na porta do edifício onde vivia em Nova York. Naquela época ainda não existia a internet, mas o endereço do ex-Beatle era bastante conhecido. Hoje talvez saberíamos também o que ele comeu no café da manhã e qual seria seu “look” do dia.

Porque muitos dos famosos contemporâneos mostram tudo isto, e muito mais, em seus perfis nas redes sociais. Há os exibicionistas, que revelam até a cor do esmalte que estão aplicando naquele exato momento. Os mercenários, que citam restaurantes, hotéis e academias porque fizeram permutas. E os que de fato escancaram a própria intimidade, expondo até mesmo os filhos pequenos.

​Tudo isso atrai “likes” e aumenta a popularidade, a ponto do Instagram e do Facebook terem se tornado ferramentas essenciais na construção de uma carreira. Mas também dá pistas preciosas ao fã que quiser saber o paradeiro físico de seu famoso favorito.

Ana Hickmann anunciou que estaria em BH no sábado (21) lançando uma nova coleção de sua grife. Deveria, então, ter ficado quieta? Ou, pelo menos, reforçado a própria segurança?

Não são perguntas fáceis. Mas agora, mais do que nunca, precisam ser levadas em consideração. As redes sociais permitem uma interação instantânea, e muitas celebridades sentem genuíno prazer em conversar com seus admiradores.

Mas acabam fornecendo detalhes demais de suas vidas pessoais, aumentando a sensação de que são amigos (ou mais) de verdade de seus seguidores.

O que aconteceu com Ana Hickmann e sua família merece uma reflexão mais profunda do que a notícia pura e simples. A apresentadora ficou traumatizada, provavelmente para o resto da vida, e mesmo assim ainda corre perigo.

Todos os famosos correm. É um dos problemas que a fama traz.


Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias