Celebridades

'Parte do dinheiro foi gasto com boletos antigos', diz Emilly sobre polêmica com prêmio do BBB

No começo do ano, Emilly Araújo, 21, ganhou o primeiro lugar da 17ª edição do Big Brother Brasil, reality show da Globo que confina anônimos por cerca de três meses em busca do prêmio de R$ 1,5 milhão. 

Na última semana, ela viu seu nome envolto numa polêmica relacionada ao valor da bolada que levou para casa: Mayla, sua gêmea, teria dito que a irmã gastou parte significativa do dinheiro.

Nas redes sociais, chegaram a especular, em tom de sensacionalismo, que as gêmeas até precisariam voltar para a cidade natal da família, Eldorado do Sul (RS). 

Tudo não passa de fofoca. Ao "F5", a ex-participante falou sobre a boataria. "Parte do dinheiro foi gasto com boletos antigos", diz a vencedora, que ressalta ter tido uma vida "muito difícil" antes da fama. 

"Mas a grande maioria está investida e rendendo. Aprendi muito com um educador financeiro que ajudou a guardar e investir o prêmio de um jeito inteligente e que possa me deixar segura", completa. 

'EU SOU RICA'

No começo de julho, Emilly, que hoje afirma não querer uma vida de luxo e ostentação, foi filmada discutindo com uma pessoa durante o festival Villa Mix, evento que aconteceu em Goiânia (GO) —na ocasião, a ex-BBB gritava "pobre" e "eu sou rica" para uma pessoa que a teria provocado.

Na época, a própria Emilly se justificou em entrevista ao "F5". "Sei que agi errado em ter respondido, meus fãs e amigos pediram para que eu não reagisse, mas não tenho sangue de barata."

CARREIRA DE ATRIZ 

Hoje, Emilly vive com o pai e a irmã num apartamento alugado no Rio de Janeiro (RJ). Segundo a ex-BBB, a escolha foi proposital.

"Uma das lições que tive é que no Brasil não vale a pena financiar imóveis. Os juros são abusivos e você paga estes valores por muitos anos", diz. 

Além do prêmio, a ex-BBB mantém contrato com a Globo e faz presença em eventos, sem falar em valores —"é sigiloso", afirma.

Outra aposta está sendo focar na carreira artística —Emilly quer atuar e, para isso, estuda dramaturgia. "Eu amo atuar", diz, mesmo sem ter, pelo menos por ora, trabalhado na área.

Mas garante que segue fazendo testes até que a primeira oportunidade apareça. "Eu estou estudando muito para ser atriz, estou me dedicando de corpo e alma e sei exatamente onde quero chegar."

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem