Celebridades

'Queria que parasse', diz suposta vítima de Bill Cosby durante julgamento

A suposta vítima de Bill Cosby testemunhou publicamente pela primeira vez nesta terça (6), no segundo dia do julgamento do ator americano, evocando com precisão o estupro do qual assegura ter sido vítima.

"Queria que parasse", explicou Andrea Constand, relatando o que lhe passou pela cabeça na noite de janeiro de 2004, segundo o seu depoimento.

Minutos antes, Bill Cosby, que havia convidado-a para jantar em sua casa de Cheltenham, pediu que tomasse três comprimidos para "relaxar".

Questionado pela convidada se eram naturais, o ator consentiu. "Acredito em você", respondeu antes de tomá-los.

Meia hora depois, a ex-jogadora de basquete, na época com 30 anos, não conseguia falar normalmente ou se levantar e via tudo duplicado.

Após uma breve perda de consciência, acordou e viu Bill Cosby com as mãos em suas partes íntimas. "Tentava mexer as mãos, as pernas, mas estava paralisada", explicou com a voz falhando.

Actor and comedian Bill Cosby leaves with his spokesman Andrew Wyatt after the second day of his sexual assault trial at the Montgomery County Courthouse
O ator e comediante Bill Cosby lno segundo dia de seu julgamento, em Norristown, Pennsylvania, EUA. - BRENDAN MCDERMID; REUTERS

O depoimento de Andrea Constand é o elemento central do julgamento contra Bill Cosby, acusado de estupro por mais de 60 mulheres.

Nesta terça-feira, a canadense de 44 anos apareceu pela primeira vez em público desde que acusou o ator, no fim de dezembro de 2015.

Sorridente, vestida com uma jaqueta azul e um suéter branco, respondeu às primeiras perguntas da procuradora adjunta de Montgomery, Kristen Feden, com uma voz pausada e grave.

Mas os seus olhos se contraíram quando teve que falar da fatídica noite do suposto estupro.

"Me sentia verdadeiramente humilhada e estava realmente confusa quando recobrei o sentido na manhã seguinte", explicou, com a voz falhando por alguns instantes.

Caso seja condenado, Bill Cosby teria pela frente pelo menos 10 anos de prisão. 

O júri, integrado por cinco mulheres e sete homens - e apenas dois afro-americanos no total de 12 membros - ficará isolado até o fim do julgamento, com duração de duas semanas.

O julgamento de Bill Cosby por agressão sexual começou nesta segunda (5) com um depoimento carregado de lágrimas e com os promotores pintando o famoso ator como um predador sexual, que incapacitava suas supostas vítimas com drogas e vinho.

Pelo menos 60 mulheres acusaram Cosby publicamente de abuso sexual durante quatro décadas.

Algumas estavam na corte nesta segunda, mas o destino do ator depende das acusações Andrea Constad. É o único caso criminal contra ele, porque a maior parte dos supostos abusos ocorreram há tempo demais para que o ator possa ser processado.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem