Celebridades

Adriane Galisteu comanda programa de rádio: 'Quanto mais eu abrir o leque, melhor. Tenho lenha para queimar'

Nesta quarta (14), Adriane Galisteu, 44, estreia como apresentadora do "Papo de Almoço", transmitido pela Rádio Globo às 11h no Rio de Janeiro e online no site da emissora — a transmissão em São Paulo deve começar em breve. 

"Não precisa fazer cabelo e maquiagem. Posso ir trabalhar direto da academia", brinca, em entrevista ao "F5". Ela ficou famosa por comandar programas de auditório na Rede TV!, Record e SBT nos anos 2000.

Adriane Galisteu
Adriane Galisteu - Raphael Castello/AgNews

"Cada dia terá uma cara nova", diz, se referindo ao quinteto de apresentadores - além dela, Leo Jaime, Mônica Martelli, Tiago Abravanel e Claudio Manoel se revezam durante a semana no programa. 

"Somos figuras diferentes, não estamos no rádio o tempo todo, mas temos a comunicação em comum. Quando você quer mudar a cara de algo precisa agregar gente nova."

Adriane Galisteu junto de outros novos apresentadores da Rádio Globo: a emissora está mudando sua 'cara'
Adriane Galisteu junto de outros novos apresentadores da Rádio Globo: a emissora está mudando sua 'cara' - Divulgação

Galisteu estará à frente do programa todas as quartas, tratando de temas "do universo feminino", como ela mesma define. "Teremos dois ou três convidados, muita conversa, música, receitas, enquete, beleza, tudo com o meu olhar", diz.


O conteúdo também será engajado. "Não vou levantar grandes bandeiras, vou fazer um programa divertido, mas empoderamento faz parte do momento das mulheres e tem que ser falado. A mulher não quer mais ser diminuída. Quer ter o mesmo valor que os homens e ganhar os mesmos valores também."

Adriane teve experiência com rádio no início da carreira; se firmou na televisão aberta e, nos últimos anos, diversificou as áreas de atuação, se aproximando da internet e da TV por assinatura.

"Na vida não basta fazer uma coisa só. As pessoas estão diversificando, se virando nos 30. Eu não perco meu foco na comunicação, sou uma apresentadora que faz teatro, programa na internet, conteúdo nas redes sociais. Quanto mais eu abrir o leque, melhor. Dá mais trabalho, toma meu tempo, mas tenho essa lenha para queimar."

"Esse ano, por exemplo, não cabe mais nada na minha agenda, não consigo estar mais de duas horas no mesmo lugar. Não falo 'não' para trabalho, mas eu preciso me programar com antecedência", conta, e não esconde a vontade de retomar seu posto de maior êxito: "Quero voltar para a TV aberta, mas não para fazer qualquer coisa."

Ela não pensa em investir em outras áreas — a exemplo de famosos donos de restaurantes, por exemplo. "Não chupo cana e assovio ao mesmo tempo", brinca. "Deixo para o meu marido. Negócios são a área dele".


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem