Celebridades

Juliana Paes lembra que é voluntária da ONU Mulheres e comenta sua fala polêmica sobre feminismo

A crítica de Juliana Paes ao que ela considera "excessos do feminismo" gerou controvérsias e a atriz decidiu se manifestar nas redes sociais. 

"A visibilidade da minha profissão me proporciona certos desconfortos, como ser mal interpretada e ter discursos descontextualizados. Acredito que todas temos contribuições a dar para que nós, mulheres, possamos ter os nossos direitos assegurados e decidir sobre a nossa própria vida", disse. 

A mensagem acompanhou uma foto de apoio à campanha Mexeu com uma, mexeu com todas —movimento iniciado pelas funcionárias da Globo em resposta à acusação de assédio contra José Mayer e que tomou conta das redes sociais. 

Juliana defendeu que é necessário "falar de feminismos no plural, com diálogo e aprendizado". Para ela, apesar de o movimento ser diverso, o objetivo comum é a equidade, "respeitando as conquistas das mulheres e colocando fim às desigualdades de gênero, raça e etnia."

Ela lembrou que se envolve com a causa há mais de um ano e que é voluntária da ONU Mulheres. "Finalmente, junto a minha voz com às vozes das minhas colegas da Globo na campanha Mexeu com uma, mexeu com todas."




Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem