Celebridades

Justiça determina bloqueio de R$ 3 milhões da conta de Anitta

Em um processo que envolve a funkeira Anitta e sua antiga produtora, a K2L, a Justiça do Rio determinou o bloqueio de R$ 3 milhões da conta da cantora.

Em outubro de 2014, ela foi condenada a pagar R$ 5 milhões à empresa por quebra de contrato. A nova sentença, da última quinta-feira (9), está relacionada à não quitação da multa.

Na decisão, a juíza Flavia de Almeida Viveiros de Castro, da 6ª Vara Cível da Barra da Tijuca, alega que a atitude de Anitta representa "ato atentório à dignidade da Justiça". Cabe recurso à sentença.

Procurada, a assessoria da artista afirmou que ela não deve nada à Justiça e informou que sua conta está desbloqueada. "O processo em questão continua em andamento", diz o comunicado.

ENTENDA O CASO

A funkeira rompeu com sua ex-produtora em 2014 e moveu contra ela uma ação judicial, alegando que a empresa teria desviado mais de R$ 2,5 milhões.

No mês seguinte, conseguiu uma vitória no processo, que proibiu a K2L Empreendimentos Artísticos de representá-la sob pena de multa.

Em outubro, no entanto, o caso sofreu uma reviravolta quando a cantora foi condenada a indenizar a ex-empresária da empresa, Kamilla Fialho.

A K2L não comentou a decisão até o fechamento da reportagem. Em seu Facebook, porém, Kamilla disse que ainda tem R$ 7 milhões para receber e que só vai parar de falar no assunto quando "tudo o que lhe devem estiver seguro".

<> Galeria de Imagens
17229
Matéria importada do Spiffy News

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias