Você viu?

Influenciadores incentivam vacinação de jovens com memes, vídeos e sorteios

Ideia é fazer o que 'a TV não faz', dizem as celebridades da internet

Raphael Vicente Instagram/raphaelviicente

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Com o avanço da vacinação dos jovens menores de 18 anos pelo Brasil, diversos influenciadores digitais, youtubers, tiktokers e streamers passaram a criar os mais diferentes conteúdos envolvendo o imunizante para incentivar a população desta faixa etária a se vacinar.

No estado de São Paulo, a vacinação de adolescentes de 15 a 17 anos começou nesta segunda-feira (30). Para incentivar a vacinação de forma divertida e didática, influenciadores recorreram às redes sociais para criar vídeos que falassem sobre a pandemia, fazer publicações de incentivo e atingir o público.

O influenciador Raphael Vicente ficou conhecido na Internet por virar o “garoto-propaganda” da vacinação. Ele viralizou com um vídeo feito com sua família mostrando, com humor e leveza, a importância de se vacinar e se proteger contra o coronavírus. “Usando as redes sociais, conseguimos nos comunicar de uma forma que as pessoas entendam mais”, diz ele.

“Eu fiz um vídeo divulgando a vacinação e o modo de como agir até o fim da pandemia e usei uma linguagem muito jovial, com memes e linguagem do dia a dia. E acabou que atingiu um público muito grande”, explicou ele em entrevista ao F5. Para Vicente, o alcance das redes foi potencializado durante o isolamento social.

O criador de conteúdo diz que os influenciadores fazem algo que “a TV não faz”. “Sei que a TV atinge um público muito grande, mas quando há um influenciador digital, ele já conhece seu público e tem sua forma de se comunicar”, completa, “então iria passar a mensagem de uma forma muito melhor”.

A gamer e streamer Diana Zambrozuski reproduziu um vídeo viral mostrando o que aconteceria se uma pessoa tomasse as quatro vacinas aplicadas no Brasil. "Fiz o vídeo pelo meme, mas já é real!", escreveu nos comentários da brincadeira que mostra ela se tornando invencível ao receber os quatro imunizantes.

Além de Zambrozuski, outros nomes do e-sports também comentaram sobre a importância da vacinação em suas redes sociais. Gaules convocou seus fãs mais jovens, chamados “todynhos”, para marcarem a data de sua vacinação. “Eu sei que todynho não vacila e vai fazer a boa! Vacinas salvam a nossa vida e a de quem mais amamos!”, escreveu em seu Twitter.

Gustavo “Baiano”, jogador de League of Legends (LOL), brincou com seu público ao escrever no Twitter que “quem não se vacinar nunca mais ganha uma Ranqueada em nenhum jogo”. A Loud, organização de e-sports, também incentivou o público a se vacinar.

Através das redes sociais, a marca está realizando um sorteio de algumas camisetas para quem se vacinar e compartilhar uma foto ou vídeo se imunizando nos comentários da publicação. “Devido a alguns lugares do Brasil ainda não estarem com a campanha de vacinação avançada, vamos escolher 1 ganhador por semana até o final de setembro.”

O criador de conteúdo Agilmar Ferreira usa seu perfil no TikTok para fazer vídeos dando vida a objetos inanimados, inclusive vacinas contra a Covid-19, em especial as quatro aplicadas no Brasil. “Quando tive a ideia de dar vida às vacinas foi no intuito de conectar elas com o público que estava receoso de se vacinar.”

Para ele, as redes sociais são um meio de comunicação para mostrar às pessoas que têm receio de se vacinar o papel fundamental dos imunizantes. “Consegui, com um conteúdo simples, conscientizar milhares de pessoas sobre a importância da vacinação”, completou.

O tiktoker afirma que busca mostrar a importância individual do público, e também combater as desinformações que surgem. Ferreira diz que encontrou a melhor forma de “fazer isso com o humor, transformando o receio em risadas e mandando embora o medo da vacina de várias pessoas”.

Outro nome que ficou conhecido por falar sobre a vacinação foi o influenciador Esse Menino. Em seu perfil do tiktok, ele deu voz à vacina da Pfizer, como se o imunizante estivesse escrevendo um e-mail para Bolsonaro (sem partido), avisando estar pronta para ser aplicada na população brasileira. Com a brincadeira, ele ganhou um milhão de seguidores no tiktok, e segue fazendo memes misturando o humor e a importância de se vacinar.

O movimento também pôde ser visto nos Estados Unidos, que teve uma parcela importante dos jovens que não quiseram se vacinar. Para driblar o acontecimento, a Casa Branca mobilizou influenciadores para incentivar a vacinação. A cantora Olivia Rodrigo, 18, foi uma das participantes. Em julho, ela esteve na sede do governo para falar sobre a pandemia e a importância do imunizante.

No Brasil, até o momento, cerca de 63% da população recebeu ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19, e 28,7% dos brasileiros estão completamente imunizados, seja por receberem a segunda ou a dose única dos imunizantes. Desde o início da campanha de vacinação, já foram aplicadas mais de 130 milhões de doses.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Mais lidas