Você viu?

Sul-africana dá à luz 10 bebês; Guinness investiga possível recorde

Exames antes do nascimento indicavam que ela esperava oito bebês

Gosiame Thamara Sithole deu à luz 10 bebês - Instagram/officialmetronome
São Paulo

Uma mulher sul-africana de 37 anos deu à luz 10 bebês em Pretória, segundo informa reportagem da BBC News. Teboho Tsotetsi, marido de Gosiame Thamara Sithole, disse que eles ficaram surpresos no nascimento, já que inicialmente exames mostravam que eram oito bebês.

"São sete meninos e três meninas. Estou feliz. Estou emocionado. Não posso falar muito", disse ele ao site Pretoria News. O governo local ainda não confirmou o caso.

Ao New York Post, o Guinness Book informou que investiga o nascimento dos bebês. "No momento, ainda não verificamos isso como um recorde, pois o bem-estar da mãe e dos bebês é de alta prioridade. Nossa equipe de registros, juntamente com um especialista, está investigando isso", afirmou.

Gestações de mais de três bebês são raras e frequentemente associadas a tratamentos de fertilidade. No caso de Sithole, ela e o marido afirmam que a gravidez foi natural. Eles já são pais de gêmeos, que têm seis anos.

O parto dos 10 bebês foi realizado na noite de segunda (7). Ela estava na 29ª semana de gestação. Um mês antes, ao Pretoria News, Sithole disse que o início da gestação foi difícil e que ela rezava muito para que o parto ocorresse da melhor forma possível.

O pai das crianças afirmou na ocasião que estava muito feliz com a gravidez da mulher e que ele se sentia como "um dos filhos escolhidos de Deus". "É um milagre que eu aprecio".

Em maio, o governo de Mali anunciou que uma jovem de 25 anos deu à luz nove bebês, cinco meninas e quatro meninos. "Estão todos bem", disseram as autoridades locais.

Natural de Timbuktu (norte), Halima Cissé foi transferida no dia 30 de março de Bamako, onde estava em tratamento, para Marrocos, em busca de um melhor acompanhamento da gravidez "fora do normal", segundo o Ministério da Saúde do país.

Os especialistas estavam preocupados com a saúde da mulher e as chances de sobrevivência dos fetos. A mãe deu à luz por cesariana a "nove bebês em vez dos sete anunciados pelos resultados dos exames de ultrassom realizados no Mali e no Marrocos", disse o ministério, em um comunicado.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem