Você viu?
Descrição de chapéu dinossauro

Homem morre após ficar preso em estátua de dinossauro na Espanha

Bombeiros tiveram que usar um guindaste no resgate

Corpo encontrando dentro de uma estátua de dinossauro, em Barcelona
Corpo encontrando dentro de uma estátua de dinossauro, em Barcelona - @elmirallnet no Twitter
São Paulo

A polícia espanhola investiga a morte de um homem de 39 anos que foi encontrado dentro de uma estátua de dinossauro, em Santa Coloma de Gramenet, um subúrbio de Barcelona, no sábado (22).

Um homem, que brincava com o filho na área, sentiu um cheiro forte vindo da estátua de papel machê e viu um corpo por uma fenda, segundo a BBC. Ele avisou as autoridades e três equipes dos bombeiros abriram a perna do dinossauro para recuperar o corpo.

Um porta-voz da polícia local disse ao Vice World News que a causa da morte é desconhecida Os investigadores suspeitam que ele deixou cair o telefone dentro da estátua e ficou preso em uma das pernas traseiras ao tentar pegar o aparelho.

Alex Finley passava pelo local na tarde de sábado e não percebeu nada, enquanto os bombeiros trabalhavam com um guindaste no local. Ele disse à Vice World News que estava na vizinhança para uma partida de futebol do filho e não estava familiarizado com a estátua.

“Quando a vi [estátua], a polícia e o corpo de bombeiros, percebi que eles a estavam transportando para algum lugar, e a ideia de um dinossauro se movendo pela cidade me pareceu engraçado, então tirei uma foto. Foi só quando vi os relatos da mídia hoje que entendi que é realmente uma história terrível e trágica”, disse.

Uma série de perguntas sobre o corpo encontrado dentro do dinossauro gigante de papel machê permanece sem resposta. O jornal catalão Diari de Girona informou que a família do homem morto não tinha notícias dele por dois dias antes de registrar o desaparecimento.

Para a polícia, ainda não está claro como o homem entrou na estátua e enfatizou que mais investigações são necessárias antes de se chegar a qualquer conclusão do caso. “Faremos uma autópsia para saber mais”, disse o porta-voz da polícia.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem